A bela e cosmopolita Madrid

O vai e vem dos trabalhadores no metrô e o burburinho das ruas de toda cidade grande, escondem os caminhos turísticos de uma das mais belas capitais europeias. Sons caribenhos, uma língua entendível e o calor latino do bem receber, são atrativos para brasileiros que cada vez mais buscam a capital da Espanha para férias na Europa. Cosmopolita, Madri é uma cidade com uma ampla ramificação de transporte público que leva a todos lugares possíveis.

Se você tem pouco tempo em Madri, é bom organizar sua visita priorizando os principais pontos da cidade. No primeiro dia a opção é visitar o Centro Histórico. Uma boa opção é caminhar pela Gran Vía, a avenida que é símbolo da capital. Apesar das obras, com alargamento das calçadas ainda é possível apreciar a arquitetura dos edifícios. Vale a pena dá uma esticadinha até o Mercado São Miguel, onde você pode encontrar de tudo um pouco da culinária espanhola.

O interessante da viagem é se inserir no dia a dia do madrileno.  No metro, nas ruas, nos bares e restaurantes, as pessoas, como todo europeu, são sempre discretas e não abordam sem um primeiro passo. Mas existe, vamos dizer, uma liga, pela origem latina que faz com que os brasileiros sejam sempre bem recebidos.

De lá siga até o Palácio Real, o maior da Europa, que é um dos passeios mais recomendados em Madri, onde o visitante pode ver uma das residências oficiais do Rei da Espanha e vários objetos reais e muitas obras de arte. De lá, você pode caminhar até calle Alcalá, passar pelo belíssimo Edificio Metrópolis e subir no Círculo de Bellas Artes, onde o terraço funciona como mirante e bar, e fica aberto da manhã até a madrugada.

No segundo dia, a opção é o Museu do Prado de manhã e ao Reina Sofía à tarde e assistir a um show de flamenco à noite. Você pode ir ao Museu do Prado de metrô, saltando na estação Banco de España. Desde esse ponto, você pode caminhar passando pela fonte e pelo Palácio de Cibeles, onde fica a sede da prefeitura de Madri, e seguir em direção ao museu pelo Paseo del Prado. O deslocamento já conta como parte do programa.

No Museu do Prado está a coleção de arte da família real espanhola, e o museu número 1 de Madri. Em maior número no acervo estão as obras dos pintores da Corte, como Velázquez, Goya, Rubens e Tiziano.  Após a visita você pode seguir a pé até o Barrio de Las Letras, do outro lado do Paseo del Prado. No local existem tabernas à moda antiga, sebos e ruas que fazem homenagem a Cervantes e seus contemporâneos.

Depois caminhar pela calle Huertas, dar um giro pela Plaza de Santa Ana e passar na Librería Miguel Miranda (Lope de Vega 19). No local são várias as opções de restaurantes. Vale a pena assistir a um espetáculo de flamenco em Madri. Apesar de não ser barato, vale a pena assistir um show na Casa Patas. No local há revezamento de números de música e de dança. Com esse roteiro você vai ficar com um gostinho de quero mais para a próxima viagem.

 

COMO CHEGAR?

As maiores capitais brasileiras tem voos com destino para o Aeroporto de Barajas, mas a maioria deles precisa de conexão em outros países. A maioria dos voos internacionais chega pelo Terminal 1, que tem acesso fácil ao metrô. Barajas é um terminal enorme com todo tipo de serviço para o turista.  Mas se você já está na Europa, as empresas low cost são uma ótima opção. Os preços são baratos para os padrões europeus e até para os brasileiros. Um voo de Barcelona para Madri, por exemplo chega a 50 euros.

ONDE FICAR?

Art Madrid (Hostal)

Madrid, 0,4 km até Porta do Sol (centro da cidade)

Diária R$212

 

THC Latina (Hostal)

Madrid, 0,8 km até Porta do Sol (centro da cidade)

Diária: R$199

 

Hotel Ganivet

Madrid, 1,1 km até Porta do Sol (centro da cidade)

Diária: R$272

 

Like Home Madrid

Madrid, 0,3 km até Porta do Sol (centro da cidade)

Diária : R$256

 

JC Rooms Puerta del Sol (Hostal)

Madrid, 0,4 km até Porta do Sol (centro da cidade)

Diária: R$225

 

Gallardo (Hostal)

Madrid, 1,2 km até Porta do Sol (centro da cidade)

Diária: R$236

 

Hostal Macarena

Madrid, 0,4 km até Porta do Sol (centro da cidade)

Diária: R$262

 

ONDE COMER?

Juana La Loca – Este restaurante foi uma das melhores descobertas em Madrid. Este pequeno restaurante fica pertinho do Palácio Real e é uma excelente opção de almoço rápido por um ótimo preço. Os pratos ficam em torno de 10 euros.

Endereço: PLAZA DE PUERTA DE MOROS, 4 – 28005 MADRID- (+34) 913 64 05 25

Saint James – É o endereço certo para comer uma bela paella, ou qualquer tipo de arroz. Preço por pessoa: 45 euros.

ENDEREÇO: CALLE DE JUAN BRAVO, 26 · +34 915 75 60 10

Casa Lucio – Um dos restaurantes mais tradicionais de Madrid, fundado em 1974. O cardápio tem tapas para começar, e depois você pode pedir um filé mignon ou porco.

ENDEREÇO: CALLE CAVA BAJA, 35, 28005 MADRID, ESPANHA

Barril de las letras – O melhor lugar para comer peixes frescos de Madrid. Há várias opções, além disso também há inúmeras opções de arroz. O preço médio por pessoa é 50 euros.

ENDEREÇO: CALLE DE CERVANTES, 28, 28014 MADRID, ESPANHA

Paraguas – O local tem uma gastronomia diferenciada. Preço médio por pessoa 60 euros.

ENDEREÇO: C/ JORGE JUAN, 16

Botin – Segundo o Guiness Book, é o restaurante mais antigo do mundo, datado de 1725. O prato mais pedido é porco.

ENDEREÇO: RUA DE LOS CUCHILLEROS, 17

Goya: é considerado um dos melhores restaurantes de comida espanhola.

ENDEREÇO: PLAZA DE LA LEALTAD, 5

Send this to a friend