Aposentado: 90 dias para benefício não ser cancelado

Aposentados, pensionistas e beneficiários do INSS que perderam o prazo para fazer a prova de vida – que acabou em 28 de fevereiro – devem correr contra o relógio para não ter o benefício cancelado definitivamente. Quem não atualizou os dados no primeiro prazo, relativo ao ano de 2017, teve o benefício suspenso. Agora, esse grupo terá mais 90 dias para evitar o cancelamento do pagamento. No Ceará, mais de 115 mil segurados deixaram de fazer a prova de vida.

Em primeiro lugar, o segurado que se aposentou há menos de um ano ou já fez a prova de vida nesse mesmo período não tem com o que se preocupar. Mas quem está fora desses grupos precisa ir, o quanto antes, ao seu banco pagador com documento oficial com foto. Lá, terá de regularizar a situação e reativar o pagamento.

Sem isso, após o bloqueio, o benefício fica na mira de ser definitivamente cancelado. O INSS esclareceu que o procedimento para o recadastramento dos segurados e pensionistas continua sendo realizado normalmente ao longo do ano. Todo segurado que recebe benefício do INSS precisa fazer a comprovação de vida.

Cada banco trata o prazo para comprovação de vida da forma mais adequada à própria gestão. Há instituições que utilizam a data do aniversário do beneficiário, outras usam a data de aniversário do benefício e há aqueles que convocam o cliente um mês antes do vencimento da última prova de vida realizada.

A comprovação de vida, também conhecida como renovação de senha, é um procedimento obrigatório para evitar pagamentos indevidos de benefícios. Dos mais de 34 milhões de beneficiários do INSS, quase 32 milhões já fizeram a comprovação de vida nos bancos pagadores de seu benefício para efetivar o procedimento.

Leia a Anterior

Postos de combustíveis do CE devem fechar no próximo domingo

Leia a Próxima

Obras do VLT causa transtornos na Via Expressa