Beto Almeida sobre morte em Massapê: “falta segurança na zona rural”

Uma mulher foi assassinada nessa quinta-feira (7) em uma fazenda localizada no município de Massapê, 244 km de Fortaleza, quando homens armados invadiram a propriedade. Além da mulher, seu esposo, caseiro da fazenda, foi atingido com um tiro no pescoço e está internado na Santa Casa de Misericórdia de Sobral. No Jornal Alerta Geral desta sexta-feira (8), Beto Almeida falou que foi uma “tragédia que atingiu em cheio uma família”.

A propriedade é, segundo informações do jornalista Beto Almeida, do ex-senador Luiz Pontes. Durante o crime, uma criança, de cinco anos, filho do casal, presenciou todo o ocorrido, mas, felizmente, conseguiu fugir do local.

Para o jornalista, a violência atinge com muita dureza a zona rural. “Hoje, estar na zona rural não é mais sinônimo de segurança. Além de combater facções e organizar os presídios, (o governador) Camilo terá que organizar a zona rural“, finalizou Beto Almeida. Por ser uma zona descoberta – característica dessas regiões -, com pouco adensamento de população, os moradores ficam ainda mais reféns da insegurança.

Entenda o Crime

Segundo a Polícia Militar, os criminosos anunciaram o assalto e dispararam contra o casal. Maria Zelândia Henrique Lira, de 39 anos, morreu no local. Daniel Silva, de 44, também foi baleado, mas sobreviveu aos ferimentos, e passa por atendimento médico na Santa Casa de Misericórdia de Sobral. O hospital não informou o estado de saúde do paciente

A Prefeitura de Massapê decretou luto municipal de três dias pela morte de Maria Zelândia. Em nota, o município disse que “o fato causou aos moradores perplexidade, consternamento e repercussão em toda a sociedade massapeense“. 

Compartilhe: