Brasileiro gastou R$ 800 só com tarifas bancárias em 2018, estima pesquisa

O brasileiro gastou, em média, quase R$ 800 em tarifas bancárias no ano passado, que renderam mais de R$ 17 bilhões às principais instituições financeiras privadas do país. A despesa média por correntista foi estimada em R$ 66,42 por mês, considerando os valores cobrados por saques, transferências (DOCs e TEDs), emissão de boletos e anuidade de cartões de crédito, entre outros serviços.

Os números foram divulgados em uma pesquisa feita pelo Banco Inter, que projetou quanto seus clientes gastariam se tivessem que pagar pelos serviços utilizados.


Vale lembrar que qualquer banco é obrigado a oferecer pelo menos um pacote gratuito de serviços a todos os clientes, mas nem sempre ele é divulgado. Segundo a pesquisa, praticamente metade da despesa (49%) foi gerada pela anuidade do cartão e pela tarifa de manutenção de conta corrente. O restante das tarifas veio de transações recorrentes, como saques, transferências e emissão de boletos.


O levantamento considerou o valor médio das tarifas dos principais bancos e a quantidade média de serviços utilizados pela base de 1,5 milhão de clientes do Banco Inter ao longo do ano passado para chegar a uma estimativa de gasto médio por correntista. Os três principais bancos privados brasileiros –Bradesco, Itaú Unibanco e Santander– registraram juntos uma receita de R$ 17,85 bilhões no ano passado apenas com cobranças de tarifas de seus correntistas.

Leia a Anterior

Bolsonaro destaca em rede social aumento da confiança no comércio

Leia a Próxima

Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras