Comissão realiza sessão pública para conferência das etiquetas de provas do concurso para cartórios

A Comissão Organizadora do Concurso Público para Cartórios (notariais e registrais) do Estado realizou, na manhã desta terça-feira (11), sessão pública para a conferência dos gabaritos das provas discursivas (escrita e prática). O evento ocorreu na sede do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), no bairro Cambeba, em Fortaleza.

O presidente da Comissão, desembargador Paulo Airton Albuquerque Filho, destacou que a sessão teve o objetivo de conferir as etiquetas das provas aplicadas pelo Instituto de Estudos Superiores do Extremo Sul (Ieses) no dia 5 de agosto deste ano. “Essa audiência é para certificar as notas que estarão no site do Ieses no próximo dia 18, com o resultado de cada candidato.”

As próximas etapas do concurso serão a apresentação de títulos e em seguida a prova oral, que deverá ocorrer em fevereiro. “Incluindo os devidos prazos, o resultado final do concurso deverá sair no mês de março”, explicou o magistrado.

Segundo o presidente da Comissão, o certame está “transcorrendo normalmente, com todas as etapas sendo realizadas dentro dos prazos que havíamos previsto”.

SINDICÂNCIA

A Comissão do Concurso realizará no dia 25 de setembro audiência pública para a conclusão de sindicância administrativa que apura notícias falsas veiculadas por candidatos nas redes sociais a respeito da existência de irregularidades no certame.

O relator do caso será o procurador de Justiça José Maurício Carneiro. Na ocasião, todos os integrantes da Comissão também apresentarão voto fundamentando a decisão. A sessão será realizada na sede do TJCE.

O CONCURSO

São ofertadas 228 vagas, sendo 152 por provimento e 76 por remoção, com oito e quatro vagas, respectivamente, destinadas para pessoas com deficiência. A seleção pública é destinada a graduados em Direito ou quem exerceu atividade notarial ou de registro por, no mínimo, dez anos completos. Esses critérios servem aos casos de provimento. Já a remoção exige que o interessado seja titular de cartório por mais de dois anos.

 

 

Com informação do TJCE