Decreto de Bolsonaro pode facilitar acesso a armas para 88,5% da população do Ceará

Oito em cada dez cearenses poderão ter acesso facilitado a compra de armas de fogo, com o decreto que o presidente Jair Bolsonaro promete assinar nos próximos dias. A autorização deverá ser simplificada para quem mora em cidades onde a taxa de homicídios por 100 mil habitantes é maior que 10. No país, conforme o Ministério da Saúde, a medida atingiria 3.485 das 5.570 cidades, ou 62% dos municípios do País, onde vivem 159,8 milhões de pessoas (76% da população brasileira). Com informações do Correio Braziliense.

Atualmente, além de documentos e exames psicológicos e de capacidade técnica, a Policia Federal exige que o cidadão justifique a “efetiva necessidade” para a posse de arma. Bolsonaro quer afrouxar essa “efetiva necessidade” nas cidades violentas para que o cidadão tenha acesso mais rápido e facilitado.

Além do Ceará, outros estados teriam praticamente toda sua população beneficiada com o decreto. Em Pernambuco, por exemplo, 95,7% dos 185 seus municípios poderão ter acesso facilitado a armas. No Acre (95,4%), Alagoas (92%), Pará (90%), Sergipe (89%) e Amapá (87,5%). Esses estados concentram 94% dos homicídios.

Já os estados que terão menor impacto com a medida são: São Paulo (36,1%), Piauí (39,2%) e Santa Catarina (40%) que possuem a menor proporção de cidades violentas. São Paulo seria a única capital a não ser englobada pela medida. Os números são referentes a 2017 registrados pelo Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde.

O correspondente do Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior), Carlos Alberto, tem mais informações sobre o assunto. Confira no player abaixo!

Compartilhe: