Delegação do Ipece visita o Chile para troca de experiências

Com objetivo de estabelecer e promover o aprendizado contínuo de novas experiências e conhecimentos que contribuam para o desenvolvimento de políticas públicas, bem como incentivar a trocar informações e de inovações sociais que visem à melhoria na qualidade de vida das pessoas, dirigentes do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece) cumprem agenda esta semana no Chile. O Ipece, inclusive, é tido como modelo para a implantação de institutos em três regiões daquele país andino, sendo que o primeiro está previsto para a cidade de Temuco, localizada a 670 quilômetros da Santiago.

O professor João Mário França, diretor Geral do Ipece, encabeça a comitiva. Ele afirma que o órgão é atualmente referência não só no Brasil, mas também internacionalmente, e “ter interesse do Chile no trabalho do Instituto mostra o nível de excelência que o Ipece atingiu nos últimos anos, realidade que só tende a crescer”.

O professor Flávio Ataliba, secretário Executivo de Planejamento e Orçamento da Seplag e ex-diretor Geral do Ipece, seguiu na comitiva para o país vizinho, em companhia ainda da diretora de Estudos de Gestão Pública do Instituto, Marília Rodrigues Firmiano. Durante a viagem, Ataliba vai proferir palestra sobre o Modelo de Crescimento Endógeno, no seminário sobre Avaliação de Impacto Regional de Políticas Públicas (Evaluación del Impacto Regional de Políticas Públicas, mediante el Modelo MEIR-ECOGEM), que acontece nesta quarta-feira (13), com realização das Universidades Adolfo Ibâñez (UAI) e Católica de la Santíssima Concepción (UCSC).

Já na quinta-feira (14), será realizada visita técnica ao Fondo de Solidaridad e Inversión Social (Fosis), instituição com a qual o Ipece possui acordo de cooperação desde outubro de 2018. No encontro, as duas instituições tratarão do sistema de acompanhamento das famílias em extrema pobreza desenvolvido pelo Chile, bem como dos programas desenvolvidos no Ceará. Depois, a delegação cearense segue para Temuco, onde, na sexta-feira (15), visita os beneficiários do programa de superação da pobreza nas zonas rurais da cidade. Em seguida, participa de debate sobre o Pensamento Estratégico Territorial do Chile na Universidad de La Frontera (UFRO).

Cooperação
No ano passado, o Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece) e o Fondo de Solidaridad e Inversión Social (Fosis) de Santiago (Chile) assinaram acordo de cooperação técnica com o objetivo de institucionalizar e projetar a relação entre ambas instituições e promover a aprendizagem contínua das experiências e conhecimentos que contribuam para o desenvolvimento de políticas públicas, permitindo assim avançar nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) de seus respectivos países, reduzindo as desigualdades.

Para alcançar seus objetivos, o convênio também prevê a troca das experiências dos respetivos países e instituições signatárias e outras associadas a elas nesses assuntos, bem como o estabelecimento de linhas específicas de trabalho conjunto relacionado às condições socioeconômicas e institucionais diferenciadas regionalmente, necessárias para o fortalecimento da ação na política social dos governos locais e regionais do Brasil, Chile e América Latina. O Fosis é uma Instituição Pública do Chile, funcionalmente descentralizado, com personalidade jurídica e patrimônio próprio, regulado pelo Título II da Lei nº 18.989, cuja missão é “Liderar estratégias de melhoria da pobreza e vulnerabilidade de pessoas, famílias e comunidades, contribuindo para diminuir as desigualdades de forma inovadora e participativa”.

AI IPECE

Leia a Anterior

Camilo anuncia que o Ceará atingiu o menor índice de evasão escolar da história em 2018

Leia a Próxima

Campus Multi-institucional de Iguatu abre ano letivo com o restaurante para atender 2 mil alunos