Em carta de aniversário a Dilma, Lula diz que não troca dignidade pela liberdade

A ex-presidente Dilma Rousseff postou neste sábado no Twitter uma carta que recebeu do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba, pelo aniversário dela comemorado hoje, quando completa 71 anos. Na carta, escrita à mão na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, Lula felicita Dilma pela data, diz que está preparado para enfrentar o ex-juiz Sergio Moro – futuro ministro da Justiça – e que o lema dele agora é: “Não troco minha dignidade pela minha liberdade”.

O ex-presidente foi preso no dia 7 de abril após ser condenado em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá.

Na sexta-feira, o ex-presidente se tornou réu na primeira denúncia feita pela força-tarefa da Lava-Jato em São Paulo. Os procuradores acusam Lula de lavagem de dinheiro, por ter recebido R$ 1 milhão , na forma de doação para o Instituto Lula, após influenciar decisões do presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang, que beneficiaram o grupo brasileiro ARG.

A defesa de Lula disse que a abertura da ação representa mais um ato de perseguição ao ex-presidente e que a acusação é “frívola”. Também afirmou que durante a ação apontará os equívocos do MPF .

Lula já é réu em outras sete ações penais: cinco em Brasília e duas em Curitiba.

No início do mês, dois dos cinco ministros da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal votaram nesta terça-feira contra o pedido de liberdade do ex-presidente. O julgamento acabou sendo adiado após um pedido de vista do ministro Gilmar Mendes.

A mesma Segunda Turma deve julgar no início de 2019 um recurso da defesa contra o mérito da condenação do TRF-4. Os advogados querem reverter a condenação ou, alternativamente, diminuir a pena imposta ao réu. Entre ministros da Segunda Turma, ganha corpo a tese de que a pena atribuída a Lula foi excessiva, porque ele teria sido condenado por um mesmo fato duas vezes – o que, por lei, é proibido.

Com informação do Jornal Extra

Leia a Anterior

João de Deus não deve se apresentar antes das 20h, diz delegado

Leia a Próxima

Governo italiano agradece Temer por assinar extradição de Battisti