Energia: CE tem bons resultados em leilão

O Ceará conseguiu obter resultados importantes no último leilão de transmissão de energia, realizado semana passada, em São Paulo. No total, foram negociados 20 lotes com empreendimentos de transmissão de energia elétrica em 16 estados que propiciarão investimentos da ordem de R$ 6 bilhões. O certame conferiu às empresas vencedoras o arremate de 2562 km de linhas de transmissão e de 12.226 mega-volt-amperes (MVA) de potência de subestações.  Ceará e RN, juntos, vão receber investimentos superiores a R$ 1,3 bilhão (mais de 20% do total). No caso especifico do Ceará, os resultados são importantes na viabilização de novos projetos eólicos e solares em Aracati, Jaguaruna, Quixeré e Russas, bem como para o atendimento aos consumidores da Região Metropolitana de Fortaleza.

Inovação

O Governo do Ceará irá lançar nesta quinta-feira (05/7), às 9h, na sede da Fiec, o edital Funcap – Inovafit Fase 2/2018, que irá destinar um total de R$ 10 milhões para projetos de desenvolvimento de produtos e processos inovadores em áreas prioritárias para o Estado. Destinado a pequenas e médias empresas (com receita bruta anual até R$ 10,5 milhões), o edital será administrado pela Funcap com recursos do Fundo de Inovação Tecnológica (FIT).

Áreas Prioritárias

O repasse de verbas será feito pela modalidade da subvenção econômica, não-reembolsável e mediante a contrapartida das empresas apoiadas. As áreas prioritárias definidas para os projetos são as seguintes: Água; Energia; Segurança Pública; Saúde / Biotecnologia / Fármacos; Educação; Tecnologia de Informação e Comunicação, Agronegócio / Indústria Alimentar; Eletrometal-Mecânico / Materiais / Nanotecnologia; Indústria da Construção Civil e Pesada; Economia Criativa e Inovação Social.

Abono Salarial I

Pagamento do abono salarial ano-base 2017 começa a ser pago aos trabalhadores a partir de 26 de julho. De acordo com o Ministério do Trabalho, R$ 18,1 bilhões deverão ser destinados a 23,5 milhões de pessoas. Conforme o calendário publicado pelo Ministério do Trabalho, quem nasceu entre julho e dezembro e tem direito ao pagamento do abono salarial ano-base 2017 receberá o benefício ainda neste ano. Já os nascidos entre janeiro e junho poderão resgatar o PIS em 2019. Já quem trabalhou no sistema público em 2017 poderá retirar o benefício de acordo com o número de inscrição no Pasep.

Abono Salarial II

Para receber o benefício é preciso ter trabalhado por ao menos um mês durante o ano-base (nesse caso 2017), com remuneração média de até dois salários mínimos. Também é preciso que o trabalhador esteja inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).