Forças de segurança do Estado se mobilizam na 2ª fase da Operação Contra-ataque

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) deflagrou, na tarde desta sexta-feira (1), a partir das 17 horas, a segunda fase da Operação Contra-ataque, em ruas e avenidas de Fortaleza e Região Metropolitana. As ações das forças de segurança do Estado têm como objetivo realizar saturação em pontos sensíveis apontados pelos setores de inteligência policial e pela Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp), vinculada da SSPDS.

A operação tem o objetivo de agir contra grupos criminosos e reduzir ações como homicídios, roubos e furtos. Na primeira edição da Operação Contra-ataque, 42 suspeitos foram capturados, incluindo maiores presos e menores apreendidos, entre as 16 horas da última sexta-feira (25) e às 3 horas da madrugada do sábado passado (26).

Participam da ofensiva as vinculadas da SSPDS – Polícia Militar do Ceará (PMCE), Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) e Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) –, a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) e órgãos municipais e federais parceiros – Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Mais de 3.600 agentes de segurança, trânsito e fiscalização, centenas de viaturas, duas aeronaves da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) da SSPDS e um helicóptero da Polícia Rodoviária Federal (PRF) atuam de forma integrada no combate à criminalidade, realizando cercos, ações de saturação, cumprimento de mandados e barreiras de fiscalização. Os agentes penitenciários agem na busca de foragidos e conferindo a localização de apenados que usam tornozeleiras eletrônicas.

Representantes de todas as forças estarão no Centro de Comando e Controle Regional (CICCR) acompanhando as ações em tempo real. Mais detalhes da Operação Contra-ataque serão divulgados, neste sábado (2).

Fase I

Além de 42 suspeitos capturados, nos dias 25 e 26 últimos, o balanço da primeira fase da Operação Contra-ataque resultou na apreensão de 11 armas de fogo e 4,36 kg de drogas. Apenas oito furtos foram registrados, o que representou uma redução de 80% se comparado o mesmo período da semana retrasada, e oito roubos, uma redução de 79,5% frente ao registrado na noite de sexta e parte da madrugada do sábado da semana anterior a fase um da operação, foram registrados em Fortaleza e na Região Metropolitana, durante esse intervalo de tempo.

Na ocasião, cerca de 5.787 agentes de segurança e de órgãos parceiros participaram da ofensiva, sendo 4.020 da Polícia Militar, 206 bombeiros militares, 570 policiais civis, quatro peritos forenses, 152 agentes penitenciários, 262 policiais rodoviários federais, 120 guardas municipais de Fortaleza, 39 profissionais da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciopaer) da SSPDS, 406 policiais da Força Nacional, oito fiscais da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis).

COM SSPDS

Send this to a friend