Gatilho poderá retardar aposentadoria das mulheres no país

O Governo Federal avalia uma minuta de Proposta de Emenda à Constituição de reforma da Previdência que propõe a criação de um gatilho que poderá retardar a aposentadoria de mulheres no País. O documento circulou no Congresso na semana passada, mas integrantes do governo argumentam que trata-se de uma das propostas em discussão e que algumas das medidas já foram até revistas.

A minuta de uma das versões da PEC prevê um gatilho que aumente a idade mínima quando houver avanço na expectativa de sobrevida e estabelece a possibilidade de haver diferenciação por gênero e por tipo de atividade, se urbana ou rural. Se esse gatilho for mantido, as mulheres poderão ser mais afetadas pois vivem mais.

Nessa versão, a transição é mais abrangente e usa o sistema de pontuação do 86/96 como regra de acesso à aposentadoria por tempo de contribuição, e não mais como requisito ao benefício integral, como é atualmente.

Com informações da Folha de S. Paulo

Send this to a friend