Inadimplência de micro e pequenas empresas cresce em maio e registra novo recorde, revela Serasa

Segundo estudo da Serasa Experian, em maio de 2018, 5,122 milhões de micro e pequenas empresas estavam inadimplentes no Brasil. Um crescimento de 0,8% em relação a abril do mesmo ano, quando 5,080 companhias destes portes estavam com dívidas atrasadas. É a 15ª alta consecutiva e novo recorde histórico registrado em maio. Na comparação com maio de 2017 (4,699), o aumento chega a 9,0%.

No Ceará, 2,5% das micro e pequenas empresas estão negativadas. Esse percentual coloca o estado em terceiro lugar na região, atrás da Bahia, com 4.9% e Pernambuco, com 3%. Absoluto no topo do ranking estadual, São Paulo atingiu no quinto mês deste ano a marca de 1,686 milhão micro e pequenas empresas no vermelho e respondeu por 32,9% dos CNPJs de empreendimentos deste porte em situação de inadimplência no Brasil.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, as sucessivas altas na inadimplência do segmento ainda demonstram os efeitos da lenta recuperação da economia no comportamento dos indicadores mês a mês, agravados em maio com a paralisação dos caminhoneiros, que afetou negativamente todas as cadeias produtivas.