INSS pode ter apagão nas perícias a partir de janeiro com aposentadoria de peritos

A perícia médica do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) pode ficar prejudicada a partir de janeiro de 2019, quando até 20% dos médicos peritos do órgão poderão se aposentar, de acordo com uma estimativa da Associação Nacional dos Médicos Peritos (ANMP). Caso este total decida deixar a ativa, o órgão pode perder quase 800 peritos, dos cerca de 3.700 que atuam em todo o país. Este é o quadro que o presidente eleito, Jais Bolsonaro, terá de enfrentar já no início de sua gestão.

O correspondente do Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior), Carlos Alberto, tem mais informações sobre o assunto. Confira no player abaixo!

CARLOS-ALBERTO-INSS-

Send this to a friend