Lucro da Caixa dispara mais de 100% e alcança R$ 3,2 bilhões

A Caixa Econômica Federal registrou lucro de R$ 3,2 bilhões no primeiro trimestre do ano, um resultado 114,5% maior que o observado em igual período do ano passado. Segundo a instituição, esse desempenho foi determinado por redução de despesas administrativas e mais receitas com intermediação financeira e prestação de serviços. A carteira de crédito da instituição ficou em R$ 700,2 bilhões.

Apenas o resultado de intermediação financeira registrou avanço de 21,9% no período. Esse forte desempenho se explica, entre outros motivos, pela melhora da gestão da Caixa, que passou a operar com um modelo administrativo mais moderno e que busca mais eficiência.

O saldo de financiamento imobiliário continuou em alta no período, com estoque total de R$ 433,1 bilhões, número 4,9% maior no acumulado de 12 meses. Com esses dados, a Caixa se manteve líder no segmento.

As captações da poupança Caixa também se mantiveram em alta, com saldo de R$ 272,7 bilhões e elevação de 10,2% em 12 meses. Esse valor garantiu a instituição 38,1% de participação no mercado total e 76 milhões de contas.

O lucro da Caixa, assim como de outras estatais, é reflexo de uma mudança na gestão dessas companhias, que se tornaram mais eficientes e organizadas nos últimos dois anos. No ano passado, o lucro das estatais disparou 214% e fechou 2017 em R$ 28,36 bilhões.

Com informações do Governo do Brasil