Professores são capacitados para Complexo Educacional de Caucaia

A Secretaria Municipal de Educação (SME) iniciou nessa segunda-feira (18) a preparação das 39 professoras que atuarão no Centro de Educação Infantil (CEI) Olga & Parsifal Barroso, localizado no Parque Araturi. A capacitação segue até nesta sexta-feira (22) no Centro Municipal de Formação e Avaliação (Cemfa), na Tabuba, antevéspera do início do ano letivo no equipamento.

O processo de formação em Valores Humanos está sendo oferecido em parceria com os institutos Myra Eliane, com quem a Prefeitura construiu o CEI, e Sathya Sai de Educação do Brasil (Isseb). A capacitação permitirá às professoras o compartilhamento de boas práticas em sala de aula para, assim, impactar alunos e famílias. “O processo de aprendizagem vai priorizar bons sentimentos que fazem parte da formação pessoal de todo mundo, como o respeito ao próximo, a dedicação e a cidadania”, sintetiza a titular da SME, pedagoga Camila Bezerra.

Conforme Inez Cabral, diretora do Isseb, a parceria além de partilhar conhecimentos firma uma cooperação que vai impactar diretamente na rotina dos colaboradores do CEI. “Estamos com seis facilitadores neste curso para introduzir as diretrizes e os métodos necessários para conduzir e direcionar os mestres no novo modelo de ensino do Centro.”

Nelci Oliveira, coordenadora do Ceará de Educação e Valores Humanos do Instituto Sathya Sai de Educação do Brasil, acredita que a experiência internacional da entidade pode contribuir muito para a capacitação dos educadores de Caucaia. “O programa tem a finalidade de formar os professores para que eles levem o amor e despertem a cultura da não violência como formação do caráter das nossas crianças.”

Professora e moradora do Tabapuá, Emília de Oliveira ressalta o aprendizado e as novidades que podem contribuir diretamente para a melhoria do ensino no Município. “Tive uma vivência internamente como nunca antes. Aqui estamos nos descobrindo. Vamos sair como novas criaturas para desenvolver o ser e não sistema apenas mecânico.”

A professora Claudia Ferreira classifica a formação como uma introspecção pessoal que vai resultar em um procedimento coletivo. “Os valores serão trabalhados de forma mais intensa nas crianças. Muitas vezes, na velocidade dos dias, esquecemos de valores simples. Agora vamos levar tudo para as crianças e fazer um trabalho mais humanizado.”

Maiara Venâncio, professora de Educação Infantil, afirma que “transformar a gente é uma perspectiva bem humanista que o Instituto nos oferece”, algo que ela espera ter reflexo direto na sala de aula. 

Também professora da Educação Infantil, Jéssica Lira Gomes diz que o encontro é “interessante e transformador”. “Aqui resgatamos valores para fazermos o mesmo com as crianças.”

Leia a Anterior

Em vídeo, Bolsonaro explica o porquê da exoneração de Bebianno

Leia a Próxima

Formação de ACS de Caucaia será marcada por lançamento de livro de Carlile Lavor