Sorriso Maroto lança clipe de ‘O impossível’

A nova fase do Sorriso Maroto, com o vocalista Bruno Cardoso de volta ao grupo depois de superar uma miocardite (inflamação do coração), é marcada nesta quarta-feira (5) pelo lançamento do clipe de “O impossível”, canção que também está sendo conhecida pelos fãs somente agora. A produção, filmada na cidade de São Paulo no fim do último mês e dirigida por Dig-Jam, dialoga com a letra da música.

— Meu primeiro compromisso de trabalho foi essa gravação. Escrevi a música enquanto me recuperava. Apesar de o título sugerir uma canção de superação, a letra fala de amor, relacionamento, crise, separação… — explica Bruno, revelando que aproveitou a ausência dos palcos para investir na composição: — Nesse período de repouso, fiz mais de dez músicas, que possivelmente vão virar um novo álbum. Dá pra fazer um disco autoral com folga! (risos)

“O impossível” mostra um casal em crise, prestes a se separar. Interpretando a canção enquanto vê a amada de mala na mão, pronta para sair de casa, Bruno proclama: “Desfaça as malas, porque vai ser impossível você sair daqui sem coração”.

— Fomos para a Avenida Paulista. Lá, eles fecham como uma área de lazer e ficam várias bandas de rua tocando, a galera faz aquele meio círculo em volta para curtir. Aprontamos uma situação bem similar para o clipe. A história começa com uma discussão do casal dentro do apartamento: ela aparece de malas prontas e eu tento evitar que ela saia de casa. Ela vai de qualquer jeito e, quando chega na rua, desemboca na Paulista, no meio da galera. Eu, numa atitude desesperada para ela não ir de vez, pego o microfone e começo a cantar. E a banda é o Sorriso Maroto. A gente faz um pedido de segunda chance — descreve Bruno: — O clipe tem uma estética bem anos 80. A textura de imagem, o figurino, toda a caracterização remete ao passado, é uma ousadia dentro do trabalho que a gente tem feito.

Confira o vídeo:

A presença do Sorriso Maroto pegou os transeuntes de surpresa no centrão de São Paulo.

— As pessoas que passavam se surpreenderam com a gente ali. Viam as câmeras e não entendiam o que estava acontecendo. Quando nos enxergavam, ficavam bobas. Ainda é uma surpresa muito grande me ver na rua, as pessoas ainda estão digerindo essa informação da minha volta. E pedem foto, comemoram — conta Bruno, que subirá ao palco pela primeira vez, depois de recuperado, nesta sexta-feira (7 de setembro), no Km de Vantagens Hall, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.

Segundo o artista, este é só o primeiro passo do renascimento do Sorriso, no ano em que o quinteto celebra 20 anos de carreira.

— A gente tem uma série de projetos ainda em discussão, coisas que fiquei pensando e planejei. Eu tive muito tempo pra isso… E sempre fui muito engenhoso nesse sentido. Gosto de ficar pesquisando na internet, trocar ideias com os meninos. Estou cheio de novidades! Algumas delas vão ser colocadas em prática. Um futuro DVD, um próximo disco… Tudo isso está em fase de produção. Se Deus quiser, até o meio do ano que vem a gente vai estar recheado de coisas boas.

A letra de “O Impossível”:

Como assim, eu chego em casa e as malas no sofá

Diz pra mim que vamos viajar?

Olha aqui, “cê” tá chorando, algo aconteceu?

Já senti, viajando “tô” eu

Essas roupas são só suas

Esse choro é um adeus

Quer me abandonar, beleza

Deixa só o que for meu

A boca que eu beijei na fila do cinema

O abraço que até hoje me faz suspirar

A mão que escreveu o mais lindo poema

Pra você ler, naquele altar

As pernas que me deram colo eu também quero

Parece que deixei você sem opção

Desfaças as malas porque vai ser impossível

Você sair daqui sem coração

 

 

 

Com informação do Jornal Extra