100 anos de Clássico-Rei: um centenário de emoções, histórias e memórias

A zebra de hoje é preta e vermelha. Há 100 anos começava o maior clássico do Nordeste. Em 17 de dezembro de 1918, Ceará e Fortaleza entravam em campo pela primeira vez e, depois de 100 anos, o encontro ainda traz emoções, histórias e memórias.

Na primeira partida do Clássico-Rei, válida por um dos torneios da antiga Liga Metropolitana, o Vozão saiu vitorioso com o placar de 2 a 0. Ao todo, foram 556 confrontos, com 192 vitórias do Alvinegro e 173 do Leão do Pici. 

O Vozão já marcou 776 gols no confronto, enquanto o Leão balançou a rede em 740 ocasiões. São apenas 201 empates (e tenho certeza que você lembra de alguns!). O Clássico-Rei decidiu o Campeonato Cearense por 32 vezes, com equilíbrio de 16 a 16 para cada lado.

Tabu

Segundo levantamento do Globo Esporte, em partidas oficiais, o maior tabu do Clássico-Rei é do Fortaleza, entre 1999 e 2001, com 16 jogos (12 vitórias e quatro empates). Na história, o Ceará leva vantagem com 17 partidas nos anos de 1949 a 1953 (13 vitórias e quatro empates).

Maiores placares

O Fortaleza aplicou 8 a 0 no Ceará em 1927, sendo considerada a maior goleada da história do Clássico-Rei. Já do Ceará, o maior placar foi em um amistoso em 1955, quando o Vozão venceu por 7 a 0.

Clássico-Rei na elite

Depois de 26 anos, Fortaleza e Ceará se reencontram na Série A do Brasileirão. Na era de pontos corridos, isso nunca ocorreu. A última vez em que ambos estiveram na primeira divisão juntos foi em 1993, quando 32 equipes disputaram o campeonato.

Confronto marcado!

Os times cearenses podem se encontrar em campo em pelo menos cinco oportunidades em 2019, contando Campeonato Cearense e Copa do Nordeste.

Mais capítulos de pura emoção, raça e vibração que só pode ser visto no nosso Clássico-Rei.

Leia a Anterior

Estimativa de inflação se mantém em 3,71% este ano

Leia a Próxima

Fortaleza sedia a 8ª Edição do Festival Cearense de Hip Hop