151 fotossensores e lombadas eletrônicas são removidos das BRs do Ceará

Radares e lombadas eletrônicas estão sendo retirados das rodovias federais no Ceará. Ao todo, estão sendo removidos 151 equipamentos fixos. A remoção acontece porque o contrato feito entre o Governo Federal e a empresa responsável chegou ao fim em janeiro de 2019. De acordo com o Ministério da Infraestrutura, a instalação dos novos sensores foi suspensa até a revisão e a atualização de critérios pelo Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit).

O órgão já removeu os radares fixos que ficavam na rodovia BR-116, na altura do quilômetro 5, no Bairro Cajazeiras. Além desse trecho, outros equipamentos foram removidos da BR-116, como no trecho do Bairro Aerolândia, na altura do viaduto do Makro.

A retirada dos fotossensores acontece no Brasil todo porque, no fim do ano passado, o contrato que havia sido feito com a empresa responsável chegou ao fim. Os aparelhos deveriam ter sido removidos em janeiro de 2019, após o encerramento do último contrato. A instalação dos fotossensores que substituirão os desativados ainda não tem prazo definido, uma vez que a decisão é, exclusivamente, tomada em Brasília, e depois encaminhada aos estados. A quantidade de novos aparatos que serão instalados segue imprecisa.

O correspondente do Jornal Alerta Geral (Expresso 104,3 FM – Grande Fortaleza e Região Metropolitana + 25 emissoras do Interior do Estado), Diassis Lira traz mais informações. Confira no anexo abaixo:

Leia a Anterior

72 autoescolas do Ceará estão aptas a parcelar o valor da CNH nas contas de energia

Leia a Próxima

Parecer sobre reforma da Previdência deve ser apresentado na CCJ da Câmara nesta terça-feira (9)