Abandono atinge 132 mil cães e gatos em Fortaleza

A Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) funciona na capital cearense como unidade específica de combate aos maus-tratos de animais.

Cães abandonados em Fortaleza (Foto: Reprodução)

Os animais domésticos fazem parte do ambiente familiar dos fortalezenses. Atualmente são 425 mil que recebem abrigo nos lares da capital, no entanto, essa não é uma realidade para todos. Em Fortaleza, existem 132 mil cães e gatos abandonados segundo a Coordenadoria Especial de Proteção e Bem-Estar Animal (Coepa).

De acordo com a titular da pasta, Toinha Rocha, quem abandona os animais são os tutores que negligenciam a vacina e consulta dos “bichinhos”. Além disso, quando envelhecem, os cães e gatos são abandonados e passam a viver pelas ruas da cidade.

A Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) funciona na capital cearense como unidade específica de combate aos maus-tratos de animais. No âmbito penal, o artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais determina pena de três meses a um ano ou multa para àqueles que forem enquadrados na prática de maus-tratos.

Para denunciar os autores de crueldades contra animais existem duas opções. Há possibilidade de denúncia presencial na Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA), que fica na Rua Professor Guilhon, 606 – Bloco D – Aeroporto ou de modo anônimo, pelo telefone (85) 3247-2630 / 3247-2637 ou pelo email: dpma@policiacivil.ce.gov.br
Confira mais informações com o repórter Matheus Lima:

Leia a Anterior

Por meio de incentivos, Governo busca empresas para operar voos regionais no Ceará

Leia a Próxima

Jornalistas Beto Almeida e Luzenor de Oliveira cobram mais agilidade do INSS no combate às fraudes