André Fernandes nega pedido de desculpas a Nezinho, diz que não citou nomes e alega que é vítima de perseguição

Deputado concedeu entrevista nesta manhã aos jornalistas presentes no comitê de imprensa da Assembleia Legislativa

André Fernandes apresenta explicações na AL (Foto: Redação)

O deputado estadual André Fernandes (PSL) disse, nesta segunda-feira, que não deve satisfação aos colegas parlamentares, que não irá pedir desculpas ao deputado Nezinho Fernandes (PDT), a quem nominou em documento entregue ao Ministério Público Estadual como suposto envolvido com facções criminosas, que não teme cassação do seu mandato porque não feriu o decoro parlamentar e afirma que está sendo vítima de perseguição política.

André Fernandes se diz vítima de perseguição do PDT, dos irmãos Ferreira Gomes, fez acusações ao senador Cid Gomes e afirmou que há muito alarde para perseguí-lo. Sobre o pedetista Nezinho, André respondeu: “Não acusei, não denunciei, não expus o nome e não estou aqui pra caçar briga. Deputado Nezinho, eu sinto muito, sinto muito que seu nome tenha sido exposto. Se isso repercutiu negativamente eu lamento muito’’.

André afirmou que fez um pedido ao Ministério Público Estadual para investigar a denúncia que recebera sobre o possível envolvimento de colegas de Parlamento com grupos criminosos. André afirmou que não vazou o conteúdo da denúncia, nem fez denúncia, mas que relatou os fatos levados ao seu gabinete por um informante.  Ele disse, ainda, que espera que o assunto não estenda porque a Assembleia Legislativa tem muito a fazer pelo Estado do Ceará.

Denúncias

Sobre a suposta relação entre parlamentares da Casa e o crime organizado, o deputado André Fernandes disse que recebeu documentos e afirmações de um informante que não quis ser identificado e que, segundo ele, não deu garantias de que continuaria contribuindo com a denúncia. Questionado sobre as circunstâncias dessa denúncia, André afirmou que está guardado pelo regimento da Casa, que o garante esse tipo de atuação.

“O que está dentro do Plenário eu não levo para fora”

Questionado sobre o convívio com os demais parlamentares, André disse que tentará manter uma boa relação mesmo com o clima acalorado das últimas semanas. André afirmou que o convívio com os deputados estaduais se manterá seguindo o regimento da Casa. O deputado destacou, ainda, que acredita no presidente da Mesa Diretora, deputado Sarto Nogueira (PDT), que, segundo ele, “sempre segue os regimentos” da Assembleia e que irá fazer o mesmo nessa situação.

(*) Com colaboração de Rodrigo Rodrigues, da equipe de redação

Leia a Anterior

“Deputado Nezinho, eu sinto muito, sinto muito que seu nome tenha sido exposto”, declara André Fernandes

Leia a Próxima

André afirma que representação do PSDB não tem apoio de Nelinho, nem de Fernanda Pessoa