Um árbitro de fora apitará o Clássico-rei (mais uma vez…)

Esse procedimento é realmente necessário?

Anderson Daronco. / Foto: Reprodução

Semelhante ao que vem acontecendo nos últimos Clássicos-rei, onde os clubes reivindicam e até mesmo tiram dos próprios cofres a grana para bancar árbitros de fora, o selecionado para apitar a grande final do Campeonato Cearense é o gaúcho Anderson Daronco.

No entanto, é possível levantar o questionamento: esse procedimento é realmente necessário?

É um desprestígio para a arbitragem cearense não ter um representante local para apitar o maior jogo do Estado. Seja quais forem os motivos: falta de confiança, erros constantes, imparcialidade sob suspeita, uma coisa é certa: tem que melhorar!

É necessário que o campeonato cearense seja uma festa para todos os conterrâneos que amam o futebol, inclusive para a arbitragem. Se os estaduais funcionam como uma vitrine para vários jogadores, porque não o mesmo com a arbitragem?

Hoje não há nenhum árbitro cearense com grande destaque no cenário nacional [e nem prestígio no próprio Estado, pelo visto]. É necessário cobrar um posicionamento mais incisivo da Federação Cearense de Futebol sobre a temática. Os árbitros são parte do do espetáculo chamado futebol e também precisam ser prestigiados, cada um a seu modo, realizando a sua função.

Ton Silva

Leia a Anterior

Renato Aragão convida Carlinhos Maia para estrelar filme

Leia a Próxima

Para Capitão Wagner, o trabalhador comum está dando sua cota de sacrifício sem receber o retorno