Avenidas 13 de Maio e Heráclito Graça têm as maiores concentrações de poluentes no ar

As chamadas Áreas Urbanas Desportivas (AUDs) foram monitoradas nas sete Regionais, durante três meses

Desde 2012, a Universidade Estadual (Uece) e o Instituto Federal de Educação do Ceará (IFCE) analisam as emissões de poluentes na cidade. Um dos estudos mais recentes monitorou as concentrações de gases em 13 áreas de prática esportiva, e encontrou as maiores concentrações de poluentes legislados pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) no entorno do IFCE, na Avenida 13 de Maio, e na praça Bárbara de Alencar, na Avenida Heráclito Graça.

Entre os gases analisados, estão o dióxido de nitrogênio (NO2), irritante ao sistema respiratório que pode prejudicar a função pulmonar, além de contribuir para chuvas ácidas e a formação do ozônio (O3); e o dióxido de enxofre (SO2), gerado em processos de combustão de diesel e gasolina, por exemplo, que também irrita olhos, membranas mucosas e vias respiratórias, podendo causar edema pulmonar e bronquite.

As chamadas Áreas Urbanas Desportivas (AUDs) foram monitoradas nas sete Regionais, durante três meses, nos períodos da manhã e da tarde. Os pesquisadores revelam que, embora as emissões de gases estejam abaixo das normas vigentes, há preocupação quanto ao tempo de exposição da população.

 

Leia a Anterior

Onze chefes do PCC são transferidos para presídio federal no Rio Grande do Norte

Leia a Próxima

Senado analisa PEC sobre possibilidade de tirar o presidente da República do cargo sem impeachment