Caucaia: Busca Ativa resgata 858 alunos para salas de aula e supera meta do Selo Unicef

Uma das ações prioritárias para Caucaia conquistar o Selo Unicef, o Busca Ativa Escolar já cumpriu o papel ao qual se propôs. Um ano antes de o resultado ser divulgado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância, o projeto trouxe de volta às escolas da Prefeitura 858 crianças e adolescentes. A meta era 857.

Esses alunos tinham abandonado os estudos ou não haviam sido matriculados pelos pais/responsáveis. Foram localizados e reinseridos em salas de aula no último um ano e meio graças ao trabalho integrado das secretarias de Educação, Saúde e Desenvolvimento Social.

Agentes comunitários de saúde identificam os casos nas visitas domiciliares de rotina e, diante de uma ocorrência, notificam equipes multidisciplinares de atendimento social e educacional. A criança ou adolescente é, então, matriculado e monitorado durante um ano (até ser rematriculado para o ano seguinte).

As taxas de abandono do Ensino Fundamental e de distorção idade-série são dois [dos 11] indicadores avaliados pelo Unicef no processo de concessão do Selo.

“O Busca Ativa Escolar vai continuar mesmo depois de conquistarmos o Selo. Porque toda a sociedade ganha com ele: quanto mais alunos estão em sala de aula, mais alunos estão protegidos”, afirma a articuladora do Selo Unicef em Caucaia, Telma Diógenes.

Para o programa ser um sucesso, centenas de profissionais começaram a ser capacitados tão logo Caucaia aderiu ao Busca Ativa em Escolar, em fevereiro de 2018. Todos focados em métodos e procedimentos que resultem na inclusão, permanência e sucesso da criança e do adolescente no ambiente escolar, principalmente se o aluno resgatado demandar da Prefeitura alguma necessidade específica.

A ordem é, além de reinserir o estudante, assegurar todos os direitos dele: vaga, farda, alimentação, material, transporte escolar, acompanhamento pedagógico e o que mais os especialistas da gestão considerarem necessário à boa aprendizagem do aluno em questão.

“Caucaia está indo no fluxo contrário de outros lugares. Enquanto por aí muitos desrespeitam os direitos da criança e do adolescente, nós estamos buscando essa criança e esse adolescente e trazendo de volta pra escola para garantirmos o direito à Educação”, sublinha a secretária municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, professora Camila Bezerra.

Mãe de uma aluna resgatada pelo Busca Ativa Escolar, dona Ruth Rodrigues hoje comemora a rotina da filha, Marianny, de seis anos.

“Ela não tinha condições de ir pra escola. Agora não quer saber de faltar um dia aula. Já escreve o nome dela. Já evoluiu bastante. Tive anjos que me ajudaram”, afirma a dona de casa.

Dona Daniele de Sousa também vive essa felicidade com a filha Ester.

“Ela vivia isolada da sociedade. Depois que começou a estudar, ela interage com todo mundo. Uma coisa que ela não fazia era brincar com as crianças. Hoje ela já brinca. E ficou assim depois que começou a estudar”, testemunha a mãe.

O Selo Unicef é um reconhecimento internacional das prefeituras brasileiras que comprovadamente reduziram desigualdades e garantiram direitos de crianças e adolescentes. Há pelo menos dez anos Caucaia não conquista a certificação.

Leia a Anterior

Caucaia: Publicados projetos com melhorias para Educação, Esporte, papel da casa e servidores

Leia a Próxima

88% da frota de ônibus usa autoatendimento em Fortaleza