Cavalcante classifica como ‘maluquice’ derrubada de vetos à lei de abuso de autoridade

Deputado, que é delegado aposentado da Polícia Civil, condenou as manobras no Congresso Nacional que fragilizam o trabalho de investigação e combate à corrupção

O deputado estadual delegado Cavalcante (PSL) classificou, nesta quarta-feira, como ‘maluquice’ a decisão do Congresso Nacional em derrubar 18 vetos  apostos à lei de abuso de autoridade pelo presidente Jair Bolsonaro. Cavalcante afirmou que, com as mudanças impostos pelos senadores e deputados federais, será inevitável o aumento da violência.

Como ex-policial civil, Cavalcante afirmou que, com a derrubada dos vetos, os agentes da lei, por exemplo, ficam algemados para exercer atividades e combater à corrupção e à criminalidade. Do jeito que está no texto que sai do Congresso Nacional, conforme o parlamentar, o bandido vira santinho e o cidadão vira bandido.

Cavalcante citou vários trechos da lei e disse, também, que a alteração do texto ‘dá mais corda ao bandido’’ e enfraquece o combate à corrupção. O deputado Marcos Sobreira (PDT), em aparte a Cavalcante, defendeu a derrubada dos vetos que criavam limitações para o exercício da advocacia.

Como contraponto as observações de Sobreira, Cavalcante criticou a atuação de advogados que fazem o papel de bandidos, fez questão de destacar que a maioria trabalha com responsabilidade e ética, mas, quando há desvio de conduta, o trabalho de investigação acaba sendo prejudicado.

[KGVID]https://www.cearaagora.com.br/site/wp-content/uploads/2019/09/whatsapp-video-2019-09-25-at-102601.mp4[/KGVID]

Leia a Anterior

Percentual de municípios com museus e bibliotecas caiu em 4 anos

Leia a Próxima

Comissão de Mudanças Climáticas discute monitoramento de queimadas