Ceará é o 3º com maior número de indenizações para crianças e adolescentes acidentados no trânsito

Acidentes de trânsito geraram indenizações para 9.865 crianças e adolescentes de até 17 anos entre janeiro e setembro deste ano. Os dados são do levantamento realizado por uma seguradora, responsável pelo Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT), benefício a que todos os brasileiros têm direito quando se acidentam em território nacional.

A pesquisa contabiliza apenas quem pediu a indenização e aponta que foram 36 crianças e adolescentes acidentados por dia este ano. Entre os casos, 70% são indenizações por invalidez, pagas quando há sequelas permanentes nas vítimas. Das 9.865 indenizações nesta faixa etária, 1.461 foram por morte no trânsito.

Dos quase 10 mil acidentes, a maior parte dos menores vitimados era formada por pedestres (58%). Em relação aos veículos envolvidos nos acidentes, cinco mil ocorrências envolveram motocicletas, enquanto automóveis foram os veículos em 3,4 mil acidentes.

O Ceará foi o terceiro estado que concentrou o maior número de indenizações a crianças e adolescentes acidentados, com 717 casos. O estado fica atrás apenas de São Paulo, que ficou na segunda posição com 985 casos e o  estado de Minas Gerais, que concentra o maior número de indenizações, com 1.001 casos.

A seguradora recomenda prudência ao volante e atenção a itens de segurança, como a cadeirinha, o cinto de segurança e o capacete, no caso de motos. Para pedestres, também é indicado ter cuidados como acompanhar as crianças ao atravessar a rua, utilizar faixas de pedestres e respeitar a sinalização.

*(Com informações da Agência Brasil)

Leia a Anterior

Banco do Nordeste supera a marca de R$ 20 bilhões contratados em operações de crédito

Leia a Próxima

Irmã Dulce se tornará a primeira santa nascida no Brasil