Ceará é o segundo maior exportador de pescados do país

O saldo comercial do setor de pescados cearense, entre os meses de janeiro e abril de 2019, registrou US$ 13,3 milhões, o que representa um crescimento de 123,7% no valor exportado. Os dados são do estudo “Ceará em Comex”, produzido pelo Centro Internacional de Negócios (CIN) da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), e colocam o estado como o segundo maior exportador de pescados do país.

As exportações cearenses estão bem diversificadas, mas o grupo de peixes congelados, exceto filés, lidera o ranking com US$ 3,6 milhões e avanço de 21,5%.  Apesar de terem sofrido uma queda de mais da metade em suas importações, a sardinha, vinda do Marrocos, continua sendo o pescado mais importado pelo Ceará, registrando US$ 386,9 mil.

Dos 35 países-destino dos pescados cearenses, o que mais compra são os Estados Unidos, que importaram um total de US$ 3,8 milhões. Logo em seguida, a China apresenta grande crescimento de 361,8% comparado ao resultado do ano passo. Outro país em destaque é a Austrália, que demonstrou crescimento de 526,6%, com total de US$ 1,01 milhão, ocupando a 4ª posição no ranking. Em relação às importações feitas pelo estado, o Marrocos encontra-se em primeiro lugar, seguido de Chile e Noruega.

O assunto foi destaque no Jornal Alerta Geral desta terça-feira (11), pelo correspondente Diassis Lira. Confira:

Leia a Anterior

Resultado do Sisu está disponível a partir de hoje

Leia a Próxima

Eleição 2020: Senado pode rever fim da coligação proporcional