Cidade de Jaguaribe, no Ceará, registra 36,6ºC de temperatura e tem dia mais quente do país, segundo Inmet

Diminuição das chuvas no estado, posição geográfica e baixa altitude contribuem para temperaturas mais altas.

As altas temperaturas em Jaguaribe são comuns. A localização geográfica e sua baixa altitude são fatores importantes. — Foto: Prefeitura de Jaguaribe/Divulgação

A cidade de Jaguaribe, no Vale do Jaguaribe do Ceará, registrou 36,6 °C de temperatura. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o município cearense ficou em primeiro lugar no ranking dos mais quentes do país.

Logo após Jaguaribe, aparecem Santana do Araguaia (PA), com 36,5 º C; Palmas (TO), com 36,4º C; Peixe (TO), com 36,1º C; e São João do Piauí (PI), com 35,8º C.

Jaguaribe já havia sido destaque em maio por conta do calor. Na última semana do mês de maio, conforme dados da rede de Plataformas de Coleta de Dados (PCDs) mantida pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), o município registrou valores acima dos 37°C. No dia 25, por exemplo, a PCD indicou 37,8 °C.

A redução das precipitações em Jaguaribe e no Ceará de forma geral contribui para a variação na temperatura no território, segundo o meteorologista da Funceme Raul Fritz.

“A redução das chuvas é um fator importante. Neste mês de maio, no município de Jaguaribe, a precipitação média está 63% abaixo da normal climatológica, lembrando, ainda, que esse município também ficou abaixo da média (18,5%) no mês de abril e em março (27,9%). Nos últimos dias, não houve registros de precipitações”, explica.

A Funceme reforça ainda que as altas temperaturas em Jaguaribe são comuns, em virtude da localização geográfica e da baixa altitude da cidade.

Outras variáveis ambientais também colaboram para a variação da temperatura. Além da chuva – que, quando constante, aumenta a umidade do solo e do ar – a velocidade dos ventos e presença ou não de vegetação impactam no clima.

“Quanto maior a temperatura e a umidade do ar, e menor velocidade dos ventos, maior a sensação de calor. Observa-se que, de modo geral, a temperatura aumenta entre 12h e 15h. Neste intervalo, principalmente, o Sol encontra-se mais diretamente sobre nossa cabeça aquecendo mais a superfície, que aquece o ar acima dela. E essa superfície já começou a ser aquecida pelo período de insolação da manhã, ou seja, no início da tarde, com a incidência mais vertical da luz solar o aquecimento da superfície (já aquecida durante a manhã) é ainda maior e mais rápido”, explica Fritz.

Leia a Anterior

Canal do Arianópolis recebe mutirão de limpeza

Leia a Próxima

Lei vai impedir que empresas compartilhem dados dos clientes