Comissão de Constituição e Justiça tenta, nesta 4ª, votar o parecer da PEC da Previdência

O presidente da CCJ,Felipe Francischini (PSL-PR), espera que o parecer seja votado nesta quarta-feira (17).

Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara tenta, a partir das 10h desta quarta-feira (17), colocar em votação o parecer do relator da PEC 06, que trata da reforma previdenciária, em votação. O parecer, assinado pelo deputado Marcelo Freitas (PSL-MG), é pela admissibilidade da proposta. Ou seja, o projeto não fere a Constituição Federal.

A Comissão de Constituição e Justiça se estendeu até às 22 horas dessa terça-feira (16) na discussão sobre o parecer à PEC da Previdência Social, mas com as divergências não houve avanço para votação.

O presidente da CCJ,Felipe Francischini (PSL-PR), espera que o parecer seja votado nesta quarta-feira (17), mesmo com a ausência de muitos parlamentares que já abandonaram Brasília em direção aos estados de origem.

“Deixei muito claro que, se não houvesse obstrução na discussão que foi na manhã de hoje (terça-feira), eu me comprometia a encerrar a discussão às 22h. No entanto, esse acordo foi desrespeitado pelo PSol, que apresentou requerimentos de obstrução. Demoramos quase duas horas para entrar na discussão da matéria. Como eles não respeitaram, estou liberado desse acordo”, disse Francischini, que comanda, daqui apouco, a reunião da CCJ.

Leia a Anterior

Defesa do BNB: agenda da Frente Parlamentar em Brasília tem misto de avanço e frustração

Leia a Próxima

‘Restaurar rodovias nesse período de chuva é jogar dinheiro público fora’, afirma Beto Almeida