Deputados mantêm pedágio de 100% e agora analisam idade de aposentadoria para professores

O plenário está analisando neste momento, o destaque do PDT relacionado aos professores da educação básica

O Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou o destaque apresentado pelo PDT para tentar eliminar o pedágio proposto em uma das regras de transição na reforma da Previdência. Foram 387 votos favoráveis à manutenção do texto como está na proposta e 103 votos contrários.

Para quem já está trabalhando, o relator da reforma na comissão especial da Câmara, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), sugeriu pedágio de 100% do que faltar na data da promulgação da futura emenda constitucional para atingir 35 anos de contribuição se homem e 30 anos se mulher. A idade mínima exigida é de 60 anos para os homens e 57 anos para as mulheres.

O plenário está analisando neste momento, o destaque do PDT relacionado aos professores da educação básica. O partido pretende reduzir a idade exigida do docente para se aposentar com o pedágio de 100% do tempo de contribuição que faltar na data de publicação da futura emenda constitucional. Pelo destaque, a exigência passaria de 55 anos se mulher e 58 anos se homem, idades definidas no texto-base do relator, para 52 anos se mulher e 55 anos se homem.

Leia a Anterior

Depósito de drogas é fechado em Juazeiro do Norte

Leia a Próxima

Secretaria da Juventude realiza capacitação esportiva na Areninha do Castelão nesta segunda-feira