Domingos contesta cooptação e atribui ataques à ciumeira de adversários

O presidente da Executiva Regional do PSD, Domingos Filho, em nota, na noite desse domingo ao site cearaagora, definiu como ciumeira as críticas dos adversários que o acusam de cooptação de prefeitos e lideranças políticas municipais e disse que não irá arrefecer nas ações para fortalecer o seu partido.

Domingos, ao nominar os deputados estaduais Audic Mota (PSB) e Leonardo Araújo (MDB), que o denunciam por suposta cooptação, os classificou como derrotados na Região dos Inhamuns. Cita a expressiva votação da deputada Patrícia Aguiar como a mais votada na Região dos Inhamuns nas eleições de 2018 à Assembleia Legislativa.

‘’Não vamos arrefecer nosso trabalho de organização partidária por causa dessa ciumeira política. Há muito pouco tempo, tivemos nossas bases invadidas por esses e por outros atores políticos e nunca reclamamos disso pois faz parte do jogo’’, expôs Domingos, ao lembrar que ‘’perder e ganhar espaço na política é um processo natural’’.

Domingos disse, ainda, que as ‘’acusações inverídicas de cooptação indevida a lideranças não serão suficientes para nos intimidar. Ao contrário. Se depender de nossa determinação de trabalhar pelo crescimento do PSD vejo que a Tribuna da Assembleia ainda vai ser muito ocupada por nossos algozes’’.

Domingos destacou, ainda, que respeita ‘’a decisão dos que optam por deixar nossa legenda e abraço os que querem se agrupar em nossas hostes’’. Veja abaixo a íntegra da nota do presidente regional do PSD, Domingos Filho.

CIUMEIRA DO PSD

0. Os Deputados Estaduais Audic Mota (PSB) e Leonardo Araujo (MDB) que são concorrentes políticos do PSD na Região dos Inhamuns acabam de perder as eleições Estaduais de 2018 para a Deputada Patrícia Aguiar (PSD) que foi a mais votada da Região, o que já revela as razões das acusações com o avanço do PSD. O Dep. Audic Mota, com o apoio do então Prefeito Carlos Windson Mota, perdeu a eleição de 2 por 1 em nossa cidade de Tauá. Note-se que o Dep. Domingos Neto não era o Relator do Orçamento da União, ainda, o que demonstra que está posição não foi determinante na vitória do partido;

0. O PSD, como todos os partidos políticos, tem se organizado para as eleições municipais e nesse trabalho tem conseguido agregar aliados e tem também perdido antigos filiados para outras siglas num processo natural do movimento político;

0. A base do Governador Camilo Santana dispõe de 90% dos partidos no Ceará o que fará com que as eleições municipais registrem quase todas as disputas entre eles, o que é absolutamente normal. Agora mesmo nas eleições suplementares. Em Tianguá o PSD disputou as eleições com PDT, com o PT e com o MDB. Em Irauçuba o PSD teve o apoio de ambos e disputou com o Podemos. Em Fortaleza o PDT é apoiado pelo PSD em disputa com PT e MDB;

0. O crescimento dos partidos têm sido marcado historicamente pela força atual de seus líderes. Isso não é nenhuma novidade. O PSDB chegou a ter 26 Deputados Estaduais e 134 Prefeitos no Ceará no auge da força do Tasso Jereissati. Hoje tem 1 Deputado Estadual e 8 Prefeitos;

0. Quantos Prefeitos tinha o PDT antes da entrada de Ciro e Cid e quantos têm hoje? E o PT?

0. Quantos Prefeitos tinha o MDB antes e depois de Eunicio Oliveira ser Presidente do Senado Federal ?

0. Quantos Prefeitos e Deputados tinham o PSB e o PROS e quantos tem hoje? Por que? Claro que por que não contam mais com os FG em seus quadros.

O PSD é aliado do Governador Camilo Santana e Cid Gomes e os apoiou em todas as eleições, inclusive nas eleições de 2014 contra o MDB e SD. Se a posição de destaque que o partido ostenta tem sido motivo para seu crescimento, isso é fruto de um processo natural com toda história política revela.

Não vamos arrefecer nosso trabalho de organização partidária por causa dessa ciumeira política. Há muito pouco tempo tivemos nossas bases invadidas por esses e por outros atores políticos e nunca reclamamos disso pois faz parte do jogo.

Perder e ganhar espaço na política é um processo natural. Vamos à luta. E essas acusações inverídicas de cooptação indevida a lideranças não serão suficientes para nos intimidar. Ao contrário. Se depender de nossa determinação de trabalhar pelo crescimento do PSD vejo que a Tribuna da Assembleia ainda vai ser muito ocupada por nossos algozes.

Respeitamos a decisão dos que optam por deixar nossa legenda e abraços os que querem se agrupar em nossas hostes.

Domingos Filho
Presidente da Executiva Regional do PSD

Leia a Anterior

Projeto com regulamentação da aposentadoria por periculosidade será, apresentado, hoje, no Senado

Leia a Próxima

Porte de armas: projeto deve ser analisado pela Câmara dos Deputados nesta terça-feira