Eleições 2018: Economia abre as portas para candidatura de Henrique Meirelles

Os sinais positivos da economia começam a abrir os caminhos para a pré-candidatura do Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), à Presidência da República. O otimismo entre os aliados do condutor das medidas econômicas do Governo Michel Temer está bem explícito e marca, nesta quinta-feira, o conteúdo do programa que o PSD levará ao ar, a partir das 20 horas, em rede nacional de rádio e televisão.

Henrique Meirelles pode ser considerado o fato novo na corrida presidencial e o seu nome assusta os tucanos que tentam se firmar e consolidar a pré-candidatura do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. A desenvoltura do Ministro da Fazenda nos bastidores políticos desperta atenção entre os aliados do ex-presidente Lula. Meirelles foi presidente do Banco Central no Governo Lula, é considerado um homem de diálogo e tem bom trânsito entre todas as correntes políticas.

A avaliação nos bastidores políticos de Brasília é que, embora não se apresente como pré-candidato, Henrique Meirelles  será  a grande estrela do programa partidário do PSD. Serão dez minutos de exposição nas emissoras de rádio e televisão. O economista tenta se mostrar como uma alternativa de centro, um meio termo entre os “extremos do ponto de vista político e ideológico” e fala que o brasileiro está cansado de aventuras.

O ministro da Fazenda, que é pouco conhecido do eleitorado e apareceu com apenas 1% das intenções de voto no último Datafolha, no começo do mês, abre o programa se apresentando e expõe: ‘’Dizer que as coisas estão ótimas é faltar com respeito àqueles que estão sem emprego e vivem dificuldades. O governo anterior quebrou o Brasil. O brasileiro não quer mais saber de aventuras’’, prega Meirelles. .

Seguro dos acertos na economia, Meirelles constrói  o caminho para se posicionar como candidato do governo. Até agora é o único, entre os pretendentes a disputar o Palácio do Planalto, a assumir a disposição de defender o legado do presidente Michel Temer. Segundo ele, o governo atual tem tido a “coragem de fazer as reformas fundamentais”.

‘’Para sair da crise não é de uma hora para outra. Estamos reencontrando o caminho. A inflação está controlada, o juro mais baixo. Ainda não deu para todo mundo perceber, mas a direção é de crescimento. Um reencontro para a harmonia em nome de um país mais justo. Eu acredito e tenho fé no nosso país’’, afirma o ministro que terá, nesta quinta-feira, na propaganda partidária do PSD, que contará parte de sua história, como o registro de ter estudado escola pública.

Em um dos trechos do programa, Meirelles manda a mensagem: ‘’Durmo pouco e trabalho muito’’. O programa do PSD é o principal sinal de mudanças nos rumos da sucessão presidencial por um simples motivo: a economia entra em curva de recuperação e quem a comanda terá projeção para conquistar simpatia, apoio político e popularidade.

Leia a Anterior

Operadoras de planos de saúde repassaram R$ 459 milhões ao SUS até outubro

Leia a Próxima

Kogas visita Pecém