Encceja: pessoas privadas de liberdade fazem últimas provas do exame nesta quarta-feira

A aplicação do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para Pessoas Privadas de Liberdade (Encceja Nacional PPL) termina hoje (9). Cerca de 98 mil pessoas, entre detentos e jovens que cumprem medidas socioeducativas, estão inscritos para fazer o exame. A prova é voltada para aqueles que não concluíram os ensinos fundamental e médio no tempo certo e querem uma certificação. Em todo o país, aderiram ao exame 681 penitenciárias e 189 unidades socioeducativas.

O exame é aplicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em parceria com o Departamento Penitenciário Nacional, vinculado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Nesta edição, segundo o Inep, São Paulo é a cidade que concentra o maior número de inscritos, um total de 2.757 pessoas. O exame é realizado em instituições que firmaram o Termo de Adesão, Responsabilidade e Compromisso com o Inep.

O participante que conseguir a nota mínima exigida nas quatro provas objetivas e na redação tem direito à Certificação de Conclusão do Ensino Fundamental ou do Ensino Médio. Já o participante que conseguir a nota mínima exigida em uma das quatro provas ou em mais de uma, mas não em todas, tem direito à Declaração Parcial de Proficiência.

Para requerer a certificação, o participante precisa alcançar, no mínimo, 100 pontos nas provas objetivas e 5 pontos na redação.

 

(*) Com informações da Agência Brasil 

Leia a Anterior

Câmara dos Deputados cancela reunião para analisar relatório sobre previdência dos militares

Leia a Próxima

Projeto exige laudo psicológico para soltura de agressor de mulheres