Fim do sistema de coligação para as eleições proporcionais deve beneficiar PSDB no Ceará

Partido constrói ações no estado visando as eleições municipais de 2020

PSDB realizou convenção na última sexta-feira na Assembleia Legislativa (Foto: Reprodução)

Entrando em vigor a partir de 2020, a mudança que mantém o sistema proporcional, porém, exclui as coligações, que serão restritas somente para os cargos majoritários, pode beneficiar o Partido Social da Democracia Brasileira (PSDB) que tem dado início as articulações para as próximas eleições no Ceará. 

Em convenção realizada na última sexta-feira (11), o PSDB traçou os rumos para definição de suas lideranças políticas regionais. Como fruto desse encontro, o ex-senador Luiz Pontes foi eleito presidente da executiva regional do Partido e terá como objetivo principal coordenar as ações para as eleições municipais de 2020.

Aqui no Ceará, o partido tem como nome de peso nessa articulação o senador Tasso Jereissati, que juntamente com Luiz Pontes, novo presidente do partido no estado, estarão em busca de fortalecer a sigla e alimentar o nome do ex-deputado Carlos Matos para a disputa da prefeitura de Fortaleza no ano que vem.

Presença fundamental na convenção, o senador Tasso afirmou em entrevista para o Jornal Alerta Geral (Expresso FM 104.3 + 26 emissoras no interior) que o PSDB está com sua “dignidade salva e fora da disputa nacional que está levando o país a um momento de ódio”. Segundo ele, tanto a “extrema esquerda” que estava a frente da nação, como a “extrema direita” que assumiu neste ano o país, são nocivas e prejudiciais.

As articulações do partido tiveram destaque no Bate-Papo político desta segunda-feira (13) do Jornal Alerta Geral (Expresso FM 104.3 + 26 emissoras no interior). O jornalista Beto Almeida destaca que o fim do sistema de coligações para as candidaturas proporcionais, como vereadores e deputados estaduais e federais, contribuirá positivamente para o PSDB.

Isso muda tudo, porque na realidade dos partidos que estiverem melhor organizados, que são mais fortes, inclusive organicamente, com representação nos municípios e nos estados, esses partidos, logicamente, que tem muito maior possibilidade de eleger um número maior de bancadas, o PSDB está apostando é justamente nisso.

O ponto de partida para o início dos trabalhos acontece hoje (13), o novo presidente Luiz Pontes encontra-se com os demais dirigentes do partido para encaminharem os próximos passos do PSDB no Ceará.

 

Leia a Anterior

Justiça pede frequência eletrônica para servidores da Câmara Municipal de Juazeiro do Norte

Leia a Próxima

Deputados preparam profusão de emendas para PEC da Previdência