Galo especula, nas vésperas da final, tirar Ceni do Leão. Isso pode refletir no jogo?

O Fortaleza enfrenta o Ceará no Clássico-Rei de domingo (21), na Arena Castelão, às 16 horas, na final do estadual.

Rogério Ceni. / Foto: Lance

Todas as especulações sobre um possível convite do Atlético Mineiro ao treinador do Fortaleza, Rogério Ceni, vão ficando mais críveis e ganham mais notoriedade na reta final para o jogo decisivo do Leão no campeonato cearense.
Mesmo com a declaração do treinador tricolor negando qualquer possibilidade de deixar o clube e afirmando que “estava feliz”, o zumbido parece aumentar e acordar o leão, que quer preservar o bom momento blindando sua equipe.

Dessa vez, foi o momento do presidente Marcelo Paz se pronunciar diante das especulações e tentar por ordem na casa. Ele destaca que está cumprindo todos acertos que teve com Rogério para montagem de elenco e melhorias na estrutura do clube.

“Todos os salários estão rigorosamente em dia. As obras de construção do nosso Centro de Excelência, um pedido do Ceni, não estão no ritmo que se esperava, por causa das chuvas, mas os trabalhos seguem para atender tudo o que foi planejado. Então, não existe uma tentativa nossa de segurá-lo aqui, mas apenas o contrato que existe e que os demais fatores estão todos encaminhados para a permanência do nosso treinador”.

Afirmou o presidente em entrevista a um jornal local.

O Fortaleza enfrenta o Ceará no Clássico-Rei de domingo (21), na Arena Castelão, às 16 horas, na final do estadual. Pela experiência de Ceni como jogador, dificilmente o fator especulação pode interferir no resultado. Se o título escapar das garras do leão, é mais provável que seja por mérito ou demérito de uma das equipes dentro das quatro linhas.

Leia a Anterior

Entre a “cruz e a espada”: governo tenta saídas para evitar greve, mas categoria não está satisfeita

Leia a Próxima