Gol perdido: Bosco Farias ganha destaque na mídia nacional com “Filho de uma égua”

O líder da equipe Apaixonados por Futebol, da Rádio FM Expresso 104.3 – Grande Fortaleza, Bosco Farias, ganhou destaque na mídia nacional após usar a expressão ‘filho de uma égua’ para mostrar indignação com o jogador Ricardo Bueno que, na partida contra o Cruzeiro, na noite de quarta-feira, pela segunda rodada do Brasileirão, perdeu um penâlti, aos 18 minutos do primeiro tempo. Ao final do jogo, o Cruzeiro saiu vitorioso – 1×0.

A expressão bem cearense, que, muitas vezes é usada de forma carinhosa, provocou gargalhadas, viralizou nas redes sociais e, na manhã desta sexta-feira, registrava mais de  100.000 acessos, dando notoriedade a um dos narradores mais populares do futebol brasileiro.

Confira o momento em que o narrador deixou escapar a expressão ‘filho de uma égua’:

Entenda

A narrativa de Bosco Farias começa com empolgação e termina com frustração.

“Ricardo Bueno, vai tomar posição para a cobrança do pênalti. Pode ser o primeiro gol do Vozão. Vai lá, capricha, Bueno, a torcida do Ceará toda é sua, a Expresso também, partiu para a bola, bateu para o gol, defendeu, voltou, chutou para fora. Esse filho de uma égua perdeu o pênalti!”.

Ao conversar com a reportagem do UOL, Bosco Farias repetiu, nas palavras, o sentimento traduzido na narração. “Foi espontâneo. A gente usa esse termo aqui para brincar entre nós, mas nunca tinha usado para alguém na transmissão”, afirmou Bosco Farias, de forma bem descontraída.

Bosco Farias destacou, ainda, na entrevista ao UOL. “Não teve maldade nenhuma, o pessoal entende. Mas veja só: era começo do segundo tempo, na casa do adversário, um time de qualidade que nem o Cruzeiro, um dos favoritos a ser campeão, e aí você tem um pênalti para bater, contra o Fábio. Todo mundo sabe que ele é pegador de pênalti, estuda o cara, tenta bater diferente. Mas acho que foi mais mérito do goleiro”, repetiu Bosco, para, em seguida acrescentar. “Eu falei com o Medina [Marco, diretor de comunicação do Ceará] e ele disse que o próprio Ricardo Bueno estava rindo com o áudio”, acrescenta.

A expressão usada por Bosco Farias o garantiu ainda mais notoriedade. Ele afirmou que não esperava que o episódio ganhasse tanta proporção. Bosco Farias comanda a equipe esportiva que tem programas às 11 horas e 18 horas, de segunda a sexta-feira, na Rádio FM Expresso 104.3, e costuma narrar os jogos do Ceará. Bosco volta ao microfone, nesse sábado, a partir das 20 horas, para narrar a partida Ceará X Atlético (MG), pela terceira rodada do Brasileirão.

 

Leia a Anterior

Contrária à venda de bebidas alcoólicas, Mirian Sobreira assume Secretaria Executiva de Política sobre Drogas

Leia a Próxima

Obras de duplicação da Alberto Craveiro receberão R$ 20 milhões de investimento