Heitor Freire manda recado a Roberto Cláudio: não tem municipalização do trânsito na BR 116

Os estudos do DNIT mostram, segundo Freire, que é inviável a cessão do trecho para a Prefeitura

Deputado Federal, Heitor Freire (PSL), fala da municipalização do trecho da BR 116 / Foto: Redação

O deputado federal Heitor Freire (PSL) mandou, nesta segunda-feira (22), em entrevista ao Jornal Alerta Geral (FM 104.3 – Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior), um duro recado ao prefeito Roberto Cláudio (PDT), que quer a municipalização de um trecho da BR 116 para implantação do corredor expresso na Capital: não tem municipalização!

Os estudos do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) mostram, segundo Heitor Freire, que é inviável a cessão do trecho para a Prefeitura porque, com a municipalização, serão implantados vários semáforos, deixando o trânsito lento.

Freire disse que o Ministro dos Transportes, Tarcísio Gomes, estava caindo no canto da sereia da conversa do prefeito Roberto Cláudio sobre a transferência do trecho da BR da União para o Município, mas a municipalização está descartada.

O deputado disse, também, já ter conversado com a superintendente do DNIT no Ceará, Líris Campelo, que apresentou ao Município as razões sobre a inviabilidade desse processo para a Prefeitura gerenciar o trânsito da BR 116 na Capital.

Único representante do PSL do Ceará na Câmara Federal e tendo a maior parte da sua votação em Fortaleza, Heitor Freire disse ser radicalmente contra à municipalização porque, segundo ele, a Prefeitura quer implantar de 10 a 14 semáforos no local.

Corredor expresso

A Prefeitura de Fortaleza tenta a liberação do trecho da BR 116, do KM 0 ao KM 10, para dar sequência às obras do corredor expresso, ligando o Centro da cidade, pela Avenida Aguanambi, a Messejana. A proposta é melhorar o fluxo de veículos, com faixas exclusivas para ônibus. Sem o trecho da BR 116 sob o domínio do Município, a Prefeitura não pode realizar qualquer obra nesse trecho da rodovia federal.

Leia a Anterior

Projeto de Lei de Incentivo à Ovinocaprinocultura será votado nesta quarta-feira (24)

Leia a Próxima

Municípios cearenses são dependentes de idosos e servidores públicos, afirma Beto Almeida