Incidência de dengue: Ceará registra mais de 27 mil notificações da doença este ano

O Ministério da Saúde divulgou que de dezembro a agosto deste ano, foram registrados 1.439.471 casos de dengue em todo o país. A média é 6.074 casos por dia e representa um de aumento de quase 600%, em comparação com 2018. Só no Ceará, foram notificados 27.693 casos de dengue, destes 11.315 foram confirmados pela Secretaria de Saúde do Estado. Ao todo, 13 óbitos foram registrados por complicações da doença. As cidades com a maior incidência de dengue são Fortaleza, Caucaia, Russas, Quixadá e Limoeiro do Norte.  

Em nível nacional, Minas Gerais é, até o momento, o estado com o maior número de ocorrências e São Paulo aparece em segundo lugar. No total, 591 pacientes com a doença morreram, neste ano, em decorrência de complicações do quadro de saúde.

O levantamento do ministério também reúne informações sobre a febre chikungunya. Ao todo, os estados já contabilizavam, até o final de agosto deste ano, 110.627 casos e 57 mortes foram provocadas pela doença. Em 2019, foram notificados 4.710 casos suspeitos de chikungunya espalhados nos 184 municípios do Ceará, destes 713 foram confirmados.

O boletim epidemiológico acompanha também a situação do zika. De 2018 para 2019, o total de casos em todo país saltou de 6.669 para 9.813. Neste ano, o zika vírus foi a causa da morte de duas pessoas. No Ceará, foram registrados 417 suspeitos de zika em 78 municípios, foram confirmados 12 casos.

Recomendações

O ministério aconselha que, durante o período de seca, a população mantenha ações de prevenção, como verificar se existe algum tipo de depósito de água no quintal ou dentro de casa. Outra recomendação é lavar semanalmente, com água e sabão, recipientes como vasilhas de água do animal de estimação e vasos de plantas.

Leia a Anterior

Governador discute gestão pública e educação em Singapura

Leia a Próxima

Avenida Francisco Sá terá velocidade máxima permitida reduzida