INSS amplia a função do cartão de saque e dá mais liberdade para segurados

Com a mudança, os aposentados e pensionistas vão poder usar o cartão magnético para fazer compras no débito.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) anunciou uma boa medida para os segurados da previdência:  os aposentados que todos os meses vão ao banco sacar seus  benefícios e correm um risco  tcom as chamadas “saidinhas de banco” poderão, a partir de 2020, usar o cartão-benefício com as  funções de um cartão de débito. Com a mudança, se desejar, o segurado poderá fazer compras com o cartão-benefício, ou cartão de saque.

A iniciativa, segundo o INSS, garante mais segurança para quem recebe o benefício.  “A medida do INSS evita que o beneficiário fique exposto a furtos por estar com dinheiro ao sair com seu pagamento do banco”, informa a diretora de benefícios do INSS, Márcia Eliza de Souza. Oficialmente, informou o INSS, a função débito deverá estar disponível a partir de janeiro.

Para se ter uma ideia, de acordo com o Instituto de Segurança Pública (ISP), de janeiro a agosto deste ano houve um aumento de 25% nos roubos após saída de instituições financeiras em relação ao mesmo período de 2018. Foram 645 “saidinhas de banco” nos primeiros oito meses do ano.

Sem taxas

É importante ressaltar que o segurado não será obrigado a ter conta no banco para ter esse cartão-benefício. Por conta disso, segundo o INSS, não será cobrada nenhuma taxa ou anuidade do aposentado.

Para Adriane Bramante, presidente do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP), a medida é positiva desde que seja aplicada como prevista. “Contanto que não sejam cobradas taxas de uma conta vinculada ao cartão, é algo que dá, sim, mais segurança ao aposentado”, avalia a advogada.

Na hora de acertar o relacionamento com o banco quando aposentar é preciso deixar claro aos atendentes do banco que não autoriza a compra de nenhum serviço extra, como seguros, cheque especial, cartão de crédito, por exemplo.

Como é hoje

Quando se aposenta, o segurado recebe uma carta do INSS e precisa ir até uma agência bancária indicada pelo instituto e apresentar a documentação de identificação, como identidade, por exemplo, para receber o primeiro pagamento.

O trabalhador que não tem conta-corrente pode optar pela emissão do cartão magnético e continuar recebendo a aposentadoria nesta conta. Nessa modalidade, é possível realizar apenas saques.

Já os que têm conta-corrente podem optar pelo crédito em conta. A partir daí, a movimentação dos valores da aposentadoria segue as regras da conta normalmente. O segurado também pode optar por sacar o dinheiro ou fazer a transferência para outro banco.
Todo ano os segurados do INSS que recebem por meio de conta-corrente, poupança ou cartão magnético, devem comprovar que estão vivos. O procedimento deve ser realizado pelo próprio aposentado ou pensionista, ou procuradores legais, na instituição bancária onde recebe seu benefício. É bom ficar alerta: Existem bancos que usam a data do aniversário da pessoa para fazer o recadastramento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*)com informações de agencias de notícias

Leia a Anterior

Advogada Priscila Brito esclarece alterações na legislação eleitoral

Leia a Próxima

Projeto capacita interessados para o enfrentamento à violência contra criança e adolescente