Maracanaú 2020: Roberto tenta impor candidatura da filha e enfrenta resistência

Aliados temem que o genro Ésio Sousa amplie poderes em uma eventual eleição da esposa Fernanda que, hoje, exerce o terceiro mandato de deputada estadual

O deputado federal Roberto Pessoa (PSDB) resiste aos apelos para disputar novamente a Prefeitura de Maracanaú e a sua disposição de impor o nome da filha Fernanda, como candidata à sucessão do prefeito Firmo Camurça, cria, nesse momento, divisões internas no grupo que controla, desde o dia primeiro de janeiro de 2005, a terceira maior cidade da Grande Fortaleza.

Roberto conquistou a Prefeitura de Maracanaú em 2004, reelegeu-se em 2008 e, quatro anos mais tarde, elegeu o atual prefeito Firmo que, em 2020, fecha o ciclo de 16 anos de poder no comando do Município. A sucessão no próximo ano cria hoje embaraços porque Roberto Pessoa quer cumprir o mandato em Brasília.

As discussões internas sobre o nome para manter a unidade do grupo situacionista recaem sobre o próprio Roberto Pessoa que trabalha, no entanto, para viabilizar a candidatura da filha Fernanda Pessoa. Há, porém, resistência na montagem desse xadrez político uma vez que aliados temem que a eleição de Fernanda represente superpoderes para  o marido, Ésio, que atualmente cumpre o papel de articulador político do sogro Roberto.

‘’O Roberto conversa e sabe que tem força para unir o grupo se sair candidato. Ele (Roberto) ganha a eleição, mas, com a filha existe um forte complicador que nos inquieta’’, disse ao site cearaagora um aliado do deputado Roberto Pessoa, que transita bem nos bastidores políticos da Assembleia Legislativa.

A engenharia política para manutenção do controle da Prefeitura de Maracanaú em 2020 deixa, também, pré-definido o quadro para a eleição de 2022: se decidir concorrer à Prefeitura e ganhar a eleição, Roberto elegerá, em 2022, Firmo à Câmara Federal, enquanto a filha Fernanda partirá para o quarto mandato na Assembleia Legislativa. Se Fernanda sair a candidata à prefeitura, o atual prefeito Firmo herdará a vaga de deputado estadual, enquanto Roberto, que estará com 81 anos, buscará à reeleição de deputado federal.

PSDB

Se sair candidato a ganhar a eleição de prefeito, Roberto Pessoa abrirá vaga na Câmara Federal para o primeiro suplente do PSDB Danilo Forte. Danilo recebeu, em 2018, 55.910 votos.

Leia a Anterior

Cagece negocia débitos durante Mutirão de Renegociação de Dívidas a partir desta segunda

Leia a Próxima

Eleição para conselheiros tutelares do Ceará acontece neste domingo