Alerta Geral: médico Henrique César critica declaração de prefeito de Pacajus sobre profissionais de saúde

‘O pronunciamento é um exemplo do grave desconhecimento por trás de alguns gestores municipais do que acontece efetivamente na área da saúde’, afirma o médico.

Prefeito de Pacajus, Bruno Figueiredo. / Foto: Reprodução.

Profissional de saúde que trabalha nos postos de saúde durante o dia não consegue dar plantão à noite.

Foi o que disse o prefeito de Pacajus, Bruno Figueiredo e que gerou insatisfação e o comentário do médico ortopedista e professor universitário Dr. Henrique César no Jornal Alerta Geral (Expresso FM 104.3 na Capital + 26 emissoras no Interior), nesta terça-feira (30), confira:

O médico ortopedista ainda acrescenta que é devido a esse desconhecimento por parte dos gestores que se encontra, segundo ele, um caos nos consórcios municipais; a desassistência à população; falta de medicamentos básicos em postos de saúde e instalações hospitalares pífias por todo o Estado.

O Dr. Henrique César, com 20 anos de experiência na área da saúde trabalhando mais de 60 horas por semana, ainda afirma nunca ter visto uma afirmação vinda de um gestor público tão desconectada com a realidade.

É uma verdadeira apunhalada nos meus amigos e e amigas técnicas de enfermagem, enfermeiros, médicos e todos os profissionais de saúde que, para conseguirem tirar o seu sustento simples, trabalham um bocado.

O médico e comentarista do Jornal Alerta Geral afirma que o volume excessivo de trabalho não é uma exceção no ofício do profissional de saúde, mas a regra e que a declaração é um exemplo do grave desconhecimento por trás de alguns gestores municipais do que acontece efetivamente na área da saúde.

Um gestor não pode tomar como régua a sua incapacidade de dedicação ao labor para falar dos seus colaboradores.
Disse Henrique César.

 

Leia a Anterior

‘O objetivo é a retomada do poder para as eleições municipais de 2020 aqui no Ceará’, analisa Beto Almeida

Leia a Próxima

Com conflito de interesses, Fred Rego, prefeito de Tauá, é o novo presidente do consorcio de saúde