Milho da Conab pode retornar a Tauá

Inspetores do Tribunal de Contas do Município (TCM) estiveram em Tauá nessa segunda-feira, 24. O real motivo da visita não foi revelado. Segundo o correspondente do Jornal Alerta Geral, Alverne Lacerda, um decreto assinado pelo atual prefeito, Carlos Windson (PR) pedindo a autorização para comprar água, medicamentos e combustíveis teria sido a razão da vinda representantes do órgão ao município.

Alverne traz mais uma noticias para os tauaenses: o milho da Conab poderá voltar á Tauá. O retorno dos grãos dependerá da liberação de uma documentação que circula na Secretária de Educação de Fortaleza. De acordo com ele, foi construída uma escola profissionalizante ao lado do Armazém da Conab, e esse terreno pertence a Seduc, por essa razão, seria necessária a liberação do local pelo secretário daquela pasta. Confira mais informações com o correspondente Alverne Lacerda no Jornal Alerta Geral (Expresso FM 140,3 Grande Fortaleza e Região Metropolitana + 20 emissoras do Estado) nesta terça-feira:

Nota da SEDUC:

Em nota enviada ao Jornal Alerta Geral, a Secretaria de Educação do Estado (Seduc) afirma que toda documentação e procedimentos relacionados ao referido carregamento estão sob a responsabilidade da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), por meio da Ematerce. Dessa forma a liberação não depende dependeria da Seduc e sim da SDA>

Leia a Anterior

Executivos têm missão difícil para elaborar plano de empregos para Trump

Leia a Próxima

Governador determina gratuidade para retirada do Bilhete Único Metropolitano