Ministério da Saúde lança campanha de combate ao Aedes aegypti

Para mobilizar a população e garantir que não apareça novos focos do Aedes aegypti, o Ministério da Saúde lançou uma campanha de combate ao mosquito. O objetivo é conscientizar os gestores estaduais e municipais de saúde sobre a importância de se organizar antes da chegada do período chuvoso no combate ao surgimento de novos criadouros do mosquito.

Só no Ceará, foram notificados 27.693 casos de dengue, destes 11.315 foram confirmados pela Secretaria de Saúde do Estado. Ao todo, 13 óbitos foram registrados por complicações da doença. As cidades com a maior incidência de dengue são Fortaleza, Caucaia, Russas, Quixadá e Limoeiro do Norte. 

A campanha reforça a necessidade de cada um tomar a iniciativa de proteger a sua casa contra o Aedes aegypti, responsável pela transmissão de três doenças: dengue, zika e chikungunya. A ação defende a necessidade de manter a mobilização nacional durante todo o ano, e não apenas nos períodos críticos, de chuva e calor.

O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson Kleber, reforçou que este é o momento de fazer diferente e evitar o nascimento dos mosquitos no período de chuvas.

Se cada um tirar 10 minutos por semana, dentro da sua rotina, checar os locais onde o mosquito pode ter depositado ovos e que no contato com água possa nascer mosquitos. Olhar ralos, calhas, caixas d’agua, garrafas e suas tampas, pneus, e outros objetos pequenos que o mosquito tenha capacidade de colocar os ovos e ser um criadouro. Além de evitar a proliferação do mosquito também teremos um ambiente muito mais higiênico, informou o secretário.

Confira o vídeo da campanha:

Leia a Anterior

Mudança no trânsito: BR-116 será interditada neste domingo

Leia a Próxima

Proteção a mulheres em ambientes esportivos será votada na Comissão de Educação, Cultura e Esporte