Ministro anuncia que liberação do dinheiro do PIS/Pasep e do FGTS é balão de oxigênio para a economia

O assunto foi destaque no Jornal Alerta Geral desta sexta-feira (31).

Foto: reprodução

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou em coletiva que o governo estuda liberar dinheiro de contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) como estratégia para impulsionar a economia.

O comentarista relata que no governo anterior, de Michel Temer, foi liberado no fim de 2016 o dinheiro de contas inativas do FGTS com a mesma intenção de recuperar a economia. De acordo com Guedes, as medidas ajudarão, mas é preciso esperar a aprovação da reforma da Previdência.

Acompanhe a análise completa do jornalista Carlos Alberto Alencar em seu comentário no Jornal Alerta Geral (FM 104.3 na Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior do Estado + Redes Sociais) desta sexta-feira (31), pelo jornalista Carlos Alberto Alencar.

Acompanhe a análise completa no player abaixo:

O que é FGTS ativo e inativo?

Cada vez que um trabalhador inicia em um emprego com carteira assinada, uma nova conta é criada e vinculada ao seu FGTS. Portanto, uma única pessoa pode ter várias contas e cada uma corresponde a uma empresa na qual houve vínculo empregatício.

Ao consultar o extrato é possível ver a posição de todas as contas e verificar que algumas constam como ativas e outras como inativas.

Ativa: conta vinculada a um contrato de trabalho vigente. Recebe depósitos mensais por parte do empregador. O saldo rende juros e atualização monetária.

Inativa: conta vinculada a um contrato de trabalho extinto. Não recebe depósitos regularmente, mas pode ter saldo positivo, caso o trabalhador não tenha se enquadrado nas regras para saque. O saldo também rende juros e atualização monetária.

Quanto rende o FGTS?

O FGTS é conhecimento como um dos piores investimentos, justamente por ter uma rentabilidade muito baixa. Para ter uma ideia, perde para a poupança e há 20 anos rende abaixo da inflação.

O fundo é composto pelos depósitos realizados pelo empregador. O valor é proporcional a 8% do salário mensal e a rentabilidade é de 3% ao ano somada à TR (que está zerada desde 2017).

Como consultar o FGTS?

Existem várias formas de consultar o saldo do FGTS ou monitorar os depósitos feitos pelo empregador; pode ser pela internet, pelo celular ou aplicativo. Para todas as opções é necessário fazer um breve cadastro no site da Caixa e seguir algumas etapas;

  1. Informe o número do PIS/PASEP e selecione a opção “definir senha”
    2. Confirme que aceita o regulamento
    3. Preencha os seus dados pessoais
    4. Cadastre uma senha

Em pouco tempo você receberá uma confirmação de cadastro e logo depois poderá consultar o extrato na plataforma que preferir.

Quem é correntista da Caixa Econômica Federal tem o seu FGTS vinculado e pode usar o aplicativo do banco para fazer consultas.

Leia a Anterior

Profissionais autônomos com até um empregado formal tem até hoje para declarar Simples

Leia a Próxima

Brasil teve queda significativa no número de fumantes, diz secretária