Municípios do Ceará não têm combustível para transportar estudantes

A greve dos caminhoneiros atingiu, nesta segunda-feira, 28, o transporte dos estudantes no Interior do Estado. Muitos postos de combustíveis, principalmente, na Grande Fortaleza, já estão funcionando com normalidade, mas nas cidades mais distantes da Capital, o abastecimento e a comercialização de etanol, gasolina e diesel irão demorar mais um pouco para ser normalizado.

A paralisação dos caminhoneiros atingiu, também, o transporte escolar e, em algumas cidades há limitação para o funcionamento desse transporte, como revelou, nesta segunda-feira, 28, no Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 24 emissoras no Interior), o assessor especial da Associação dos Municípios do Ceará (Aprece), Expedito Nascimento.

Confira a entrevista completa com o assessor especial da Aprece, Expedito Nascimento:

EXPEDITO NASCIMENTO – ASSESSOR ESPECIAL DA APRECE

Leia a Anterior

Congresso tem crise dos combustíveis e 8 medidas provisórias na pauta desta semana

Leia a Próxima

Bate Papo repercute medidas anunciadas por Temer para pôr fim a greve dos caminhoneiros