Municípios do interior sofrem com poços não instalados pelo Dnocs

Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) instalou apenas 118 poços dos 502 perfurados no Ceará. O índice de não conclusão das obras atinge 74%

Entre 2013 e 2016, o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) instalou apenas 118 poços dos 502 perfurados no Ceará. O índice de não conclusão das obras atinge 74%. Os dados foram obtidos pelo jornal Diário do Nordeste através da Lei de Acesso á Informação.

Os municípios mais atingidos são Quixadá, com 57 poços não instalados, seguido de Crateús (54), Tauá (40) e Lavras da Mangabeira (39). No total, são 32 municípios com a obra inacabada. Dentro do percentual não instalado, estão ainda 93 poços considerados secos.

No ano de 2014, conforme relatório, 139 poços foram perfurados em 18 municípios e nenhum foi instalado pelo Departamento. O órgão argumenta que não conseguiu instalar os equipamentos por falta de dinheiro, e que muitos dos acessos feitos no período devem ter recebido apoio de órgãos ligados ao Governo do Estado para a conclusão.

Leia a Anterior

Profissões ligadas à tecnologia estarão entre as mais promissoras, aponta levantamento feito pelo Senai

Leia a Próxima

Plenário poderá votar MP da Liberdade Econômica