No Ceará, preço do botijão de gás apenas aumentou nos últimos cinco anos

No primeiro semestre, o Estado já tem crescimento acumulado de 2% no valor, também acima do País (0,13%). 

Botijão de gás (Foto: Reprodução)

Aumento constante. O preço do Gás Liquefeito de Petróleo em botijão de (GLP-13), conhecido como Gás de cozinha, aumentou 73% desde 2014, no Ceará. No primeiro semestre, o Estado já tem crescimento acumulado de 2% no valor, também acima do País (0,13%).

A fim de dirimir os preços, a equipe econômica do Governo Federal trabalha para implementar novos planos de oferta no mercado junto à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Em paralelo, a Petrobras mudou a política de precificação do gás.

No último dia 3, a Petrobras anunciou ainda a redução de 8,17% no preço do GLP, a vigorar a partir da última segunda-feira, 5. A expectativa era que a queda pudesse chegar a até 12% para os consumidores finais.

Entretanto, no Ceará, o valor do gás de cozinha apenas aumenta. Nos primeiros seis meses estava cotado a R$ 73,94, enquanto no mesmo período do ano passado estava a R$ 70,30. Diferença de 5,1% e acima da inflação no período.

Apesar de alta nas revendedoras, o preço nas distribuidoras caiu. Ao fim do mês de julho o valor foi fixado em R$ 52,20, queda de 0,95% no mês e 0,41% em doze meses.

Leia a Anterior

SMS tem sido aliado de empresas na recuperação de dívidas vencidas

Leia a Próxima

Justiça autoriza transferência de Lula para São Paulo