Número de adolescentes mortas cresce 412% em Fortaleza em um ano

O número de adolescentes do sexo feminino vítimas de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) – homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte – cresceu 412,5%, em Fortaleza, nos sete primeiros meses deste ano, em comparação a igual período de 2017.

O correspondente do Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior), Carlos Silva, tem mais informações sobre o assunto. Confira no player abaixo!

CARLOS-SILVA-NUMERO-DE-ADOLESCENTE-MORTAS

Leia a Anterior

Previdência: direitos estão garantidos, mas trabalhadores correm para ao INSS

Leia a Próxima

Seis em cada dez consumidores pretendem comprar na Black Friday 2018, aponta pesquisa CNDL/SPC Brasil