Obras de duplicação do Anel Viário serão concluídas até o final deste ano

A obra é executada pela Superintendência de Obras Públicas (SOP), atualmente vinculada à Seinfra.

Foto: Reprodução.

As obras de duplicação do 4° Anel Viário progrediram em vários trechos dos 32 quilômetros da rodovia. Com o fim do período chuvoso, serviços que não podiam ser executados durante as chuvas, como pavimentação e terraplenagem, foram iniciados no segmento entre a BR-116 e a CE-060, além dos entroncamentos da CE-040, no Eusébio, e da CE-065, em Maranguape.

“Estamos com várias frentes abertas ao longo do trecho e as obras ganharam novo ritmo. Dessa forma, o nosso cronograma está mantido e a duplicação do Anel Viário deve ficar pronta até o final do ano”, afirma o Secretário da Infraestrutura do Ceará, Lucio Gomes.

A obra é executada pela Superintendência de Obras Públicas (SOP), atualmente vinculada à Seinfra.

Nos entroncamentos com a CE-040 e com a CE-065, está sendo realizado serviços de drenagem e terraplenagem necessários para a execução de alças e conclusão dos viadutos que estão sendo construídos nos dois trechos.

A entrega dos equipamentos pode melhorar o tráfego nesses dois pontos, visto que vai eliminar a necessidade de desvios.

Já entre a BR-116, em Fortaleza, e a CE-060, em Maracanaú, foi iniciada a construção das ciclovias, que ficarão nas laterais da rodovia, e a pavimentação da pista antiga do Anel Viário, no sentido Eusébio-Caucaia.

O 4° Anel Viário, que fica entre o Parque Tabapuá (Caucaia) e a CE-040 (Eusébio), está com o tráfego liberado em pista duplicada desde fevereiro, o que eliminou alguns desvios

“As obras do Anel Viário tiveram grandes avanços do ano passado para cá. Fomos vencendo etapa por etapa até entregarmos toda a via de concreto, no sentido Caucaia-Eusébio. Também evoluímos bastante na implantação do viaduto sobre a CE-040. Agora começamos a restaurar a pista antiga, sentido Eusébio-Caucaia, que continuará em pavimento flexível. Até o final do ano, teremos triplicado a largura da rodovia com duas mãos segregadas e todos os retornos protegidos”, pontua Lucio Gomes.

Leia a Anterior

Roubos de veículos caem 48% no Ceará no primeiro semestre do ano

Leia a Próxima

Anunciada lista de produtos da agricultura familiar com bônus em julho