País cria 48,4 mil empregos, mas Ceará sofre com baixas

O assunto foi destaque no Jornal Alerta Geral desta sexta-feira (26)

Foto: Reprodução

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) registrou uma alta de 0,13% na contratação de trabalhadores por carteira assinada em junho, na comparação com o mês anterior. O jornalista Carlos Alberto Alencar, em seu comentário no Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior), desta sexta-feira (26), analisou os impactos desses dados na economia brasileira.

De acordo com os dados do Ministério da Economia, divulgados nessa quinta-feira (25), foram criados 48,4 mil vagas formais. Este foi o melhor desempenho desde 2013. O comentarista relata que quatro das cinco regiões brasileiras tiveram saldo positivo: Sudeste Centro-Oeste, Nordeste e Norte. A Região Sul registrou saldo negativo.

Confira a análise completa clicando no player abaixo:

Bate Papo

Apesar dos números animadores no restante do país, o Ceará apresentou índices desanimadores na geração de empregos. Para os jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida, no estado, a redução do número de empregos só “não foi pior porque o setor de serviço salvou”.

Leia a Anterior

Ao Vivo! Acompanhe o Jornal Alerta Geral

Leia a Próxima

Projeto de Lei da AL determina critérios para organização de distritos