Pesquisa brasileira aponta que remédio usado por pacientes com Parkinson causa arritmia cardíaca

Uma pesquisa brasileira confirmou que o remédio domperidona, usado comumente para tratar enjoo e ânsia de vômito em pacientes com Parkinson, aumenta o risco de arritmia cardíaca. Os resultados foram publicados nessa quinta-feira (20) na revista “Nature”.

Durante a pesquisa, foram usados 36 ratos machos em laboratório com peso entre 230 e 300 gramas. Eles foram divididos em quatro grupos em igual quantidade, mas apenas dois deles receberam o composto responsável pelo modelo da doença de Parkinson nos estudos científicos.

Os animais foram monitorados com eletrodos inseridos pela cabeça até o coração, método que garante que eles não sejam arrancados pelos roedores. Os cientistas avaliaram a reação dos ratos após três dias, cinco dias e após duas semanas.

Os resultados mostram que o uso da substancia gera um risco maior de arritmia cardíaca, o que é um problema extra para os pacientes com Parkinson, já que cerca de 60% já apresentam alterações cardiovasculares.

De acordo com o estudo, há evidências de que as mortes repentinas causadas pela doença possam ser ocasionadas pelo uso do remédio ou até pela combinação com outros tratamentos

Leia a Anterior

Tem dúvidas no valor da sua aposentadoria? Conheça a nova calculadora do INSS

Leia a Próxima

Governadores dos estados do Norte e Nordeste querem mudanças na proposta de reforma tributária